Em um Mundo Melhor por Melhor Lição

 Em tempos de assassinatos estúpidos nas principais capitais brasileiras, vale a lição que o médico Anton tenta dar ao filho, quando este lhe “presenteia” com o endereço do valentão do parquinho.

Primeiro ele explica (veja a cena aqui):

Anton: What do you want me to do?

Elias: Go beat him up.

Anton: Are you serious?

Elias: Well…yes. Are you afraid to?

Anton: That’s not the point and you know it. You can’t just go around beating people up. That doesn’t help anything. What kind of world would we get? He’s a jerk. If I hit him, I’m a jerk too.  And if I go to jail, you’ll be left without a dad and he’ll have won.

E depois, com muito sangue frio, Anton parte para a aula prática.

Desnecessária — diga-se de passagem, né? 😉

 

PS1:  Em Um Mundo Melhor é um bom filme — talvez não digno do Oscar (acho Biutiful melhor, por exemplo), mas ainda assim um bom filme.  

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s