500 Dias com Ela por Melhor Antirromance e Melhor Dança

500-days-of-summer

Eu precisei de 24 horas e de um empurrãozinho da Isabela Boscov, da Veja, para definir que indicações esse filme levaria. Fiquei matutando a crítica dela, em especial a parte em que diz que 500 Dias com Ela é o antirromance, algo completamente diferente do que estamos acostumados a ver.

E é verdade. Eu sou viciada em romances e comédias românticas e, embora admita o valor de Closer e Amantes, saí desgostosa do cinema por achar esses filmes reais demais. Eu não quero sofrimento; quero vibrar com o casal, rir, chorar e sair do cinema achando que o mundo é mesmo um conto de fadas (não julguem! cada um se ilude da forma que quiser!).

500-dyas-of-337x500

500 Dias com Ela tem um pouco desses dois mundos, mas pende mais para a realidade.  Ainda assim, é impossível não se apaixonar pela história e personagens que o novato Marc Webb construiu – da pequena e madura Rachel Hansen (Just because she likes the same bizzaro crap you do doesn’t mean she’s your soul mate), do melhor amigo Paul (Robin is better than the girl of my dreams. She’s real), do Narrador (Most days of the year are unremarkable. They begin, and they end, with no lasting memories made in between. Most days have no impact on the course of a life. May 23rd was a Wednesday), da honestidade polêmica de Summer (I woke up one morning and I just knew… what I was never sure of with you) e Tom, principalmente Tom.

O romântico, descolado e certinho Tom que diz It’s love, it’s not Santa Claus, que sabe de cor o que mais gosta em Rachel (I love her smile. I love her hair. I love her knees. I love how she licks her lips before she talks. I love her heart-shaped birthmark on her neck. I love it when she sleeps), que dança maravilhosamente bem de tanta felicidade

e depois, como todos nós, leva um doloroso tombo (You don’t want to be named as someone’s boyfriend and now your someone’s wife?).  

Te dou uma dica? Corre pro cinema!

 PS1: Marc Webb ainda acertou em cheio na trilha sonora, que vai de U2 a Carla Bruni, passando por She & Him, banda da Zooey Deschanel, a Summer.

PS2: Confira várias faixas no Blip.

PS3: E eu não consigo não olhar para o Joseph Gordon-Levitt e sentir falta do 3rd Rock from the Sun.

Anúncios

Se Beber, Não Case por Melhor Dança

the-hangover-5-lst062572

Nós já falamos desse filme aqui, mas a @fbubu lembrou de uma outra cena. E hoje eu precisava dela para ter coragem de sair de casa…

…com jogadinha de cabelo e tudo.

Amor e Inocência por Melhor Dança

Becoming_Jane_579

Esse filme conta o romance vivido por Jane Austen com o jovem advogado irlandês Tom Lefroy. O relacionamento com ele inspira a criação de personagens, incluindo Orgulho e Preconceito.

PS1: Nesse filme, é possível entender esse comentário aqui.

Pulp Fiction por Melhor Overdose e Melhor Dança

pulp2

Em véspera de feriado, a gente não precisa ser politicamente correto né?

 O Vincent Vega e a Mia Wallace não eram TU-DO?

PS1: Atenção, crianças: esse post não faz apologia às drogas.

PS2: Te dou uma dica? Just because you are a character doesn’t mean that you have character, disse Winston ‘The Wolf’ Wolfe 

 

Loucademia de Polícia por Melhor Dança

gun3

O  The Blue Oyster Bar é um clássico dos anos 80,…

…mas, como fã do Proctor, eu recomendo o The Blue Cryster.

Gracias pelo tango, hermanos!!

PS1: O Loucademia de Polícia teve 6 filmes.

PS2: O primeiro grupo de cadetes participou praticamente de todas as sequências, mas as namoradas do Mahoney eram praticamente Bond Girls, cada vez uma. Começou com a Kim Cattrall em 1984.

PS3: Em meio a tantos doidos no Loucademia de Polícia 3 –  De Volta ao Treinamento, o destaque foi Shawn Weatherly, que  assumiria, anos mais tarde, o papel de Jill, em SOS Malibu (Baywatch). O desligamento dela da série foi o mais traumático e triste – atacada por um tubarão.

PS4: E qual é a sua cena inesquecível de Loucademia?

Do Que as Mulheres Gostam por Melhor Dança

what-women-want06

I need some Frank too!!

Eu peguei um pouco de preguiça do Mel Gibson nos últimos tempos, mas é preciso admitir que ele fez bons filmes. E esse é um deles:

PS1: E eu ainda acho que o talento da Marisa Tomei é desperdiçado nos filmes. Afinal, ela tem um Oscar por Meu primo Vinny e outras duas indicações no currículo.

PS2: E por onde anda Helen Hunt, minha gente?

Namorada de Aluguel por Melhor Dança

mcdreamyantesedepois

É mérito da Ruba  lembrar da dança do tamanduá africano, mas o melhor comentário é o da :

Teria o tchan começado aí?

PS1: Atenção, meninas: Patrick Dempsey é a prova viva de que o  Loser pode virar o McDreamy!