Ela Vai Ter um Bebê por Melhores Constatações

Ok. Ela Vai Ter um Bebê não é o melhor filme de John Hughes, mas em 1988 ele já sabia das coisas. As brilhantes constatações do filme continuam valendo até hoje. Primeiro sobre o casamento.

“Wilt thou, Jefferson, have this woman to be thy wedded wife? Wilt thou comfort and keep her in sickness and in health? Wilt thou provide her with credit cards and a 4 bedroom 2 and a half bath house with central air and professional decorating, aMercedes Benz, and 2 weeks in the Bahamas every spring? Wilt thou try to remember the little things that mean so much, like flowers on her anniversary, a kind word when she’s had a rough day, an occasional “you look pretty today?” Wilt thou be understanding when she’s tired, headachy or upset about something. Wilt thou try not to be such a pig when thou shave and shower. Wilt thou listen patiently to long stories about kids, clothes, and decorator checkbook covers?”

“I will.”

Depois sobre a maturidade das pessoas.

“He’s too young and he’s too immature. She’s a golddigger.”
“There’s little or no gold to be dug. He’s plenty old and people don’t mature anymore. They stay jackasses all their lives.

O que mudou foi o Alec Baldwin e o Kevin Bacon.

Antes…

E Depois. wow!

Abs, Filipe

As Bruxas de Eastwick por Melhor Fora

Esse fora poderia ser um insulto, se Cher não tivesse emprestado toda a sua classe. D-I-V-A.

I think… no, I am positive… that you are the most unattractive man I have ever met in my entire life. You know, in the short time we’ve been together, you have demonstrated EVERY loathsome characteristic of the male personality and even discovered a few new ones. You are physically repulsive, intellectually retarded, you’re morally reprehensible, vulgar, insensitive, selfish, stupid, you have no taste, a lousy sense of humor and you smell. You’re not even interesting enough to make me sick.

PS:  Já falamos desse filme aqui.

Sem Licença para Dirigir por Melhor Aula

Esse filme é um clássico dos anos 80 e da Sessão da Tarde!!

Nem uma versão tosca é capaz de estragar a melhor cena:

Weeeell, Mr Anderson…

Heather Graham tinha 22/23 anos quando filmou Sem Licença para Dirigir. Ela era a Mercedes Lane.

PS1: No youtube, é possível encontrar uma versão resumida e dublada de Sem Licença para Dirigir.

PS2: O nome desse filme em Portugal é Identificação para Pilotar.

PS3: O trailer de 88:

Um príncipe em Nova York por Melhor Figurante

Nessas minhas merecidas  férias tive o prazer de rever o eterno sessão da tarde  Um Principe em Nova York (Coming to america, 1988) e minha surpresa foi identificar um aclamado ator como mero figurante.

Cuba Godding Jr. “interpreta” o garoto que está cortando o cabelo em uma das cenas (Boy Getting Haircut – é assim que aparece nos créditos). BTW, ele estava precisando mesmo de um corte de cabelo. Dá uma reparada no look do rapá.

A interpretação do moço limita-se  apenas a ficar parado olhando para a câmera, e  ele nem se quer disfarça as risadas das piadas contadas pelos personagens interpretados por Eddie Murphy. Infelizmente, só achei essa versão da cena com dublagem esquisita.

Um príncipe em Nova York é  um clássico da década de 80 do diretor John Landis , que tem outros sessão da tarde na carreira. Diversão garantida.

Na época, Eddie Murphy fazia um estrondoso sucesso interpretando vários personagens no mesmo filme. É também o primeiro filme nas telonas da vida de Cuba, mas não o primeiro, ele já havia feito pontas em séries de tv.

Outra participação especial no mesmo filme, é do Sr.Samuel L Jackson (comentado no post anterior). Veja abaixo:

abs,

@abelardobarbosa

Apertem os cintos, o piloto sumiu! por Melhor Frase

Mais uma homenagem ao saudoso Leslie Nielsen (veja a outra aqui).

And don’t call me Shirley.

Negócio Arriscado por Melhor Dança

Quem diria que, 27 anos depois, esse homem estaria me seguindo no twitter…

Essa cena não só impulsionou a carreira do Tom (é, nós somos íntimos agora) como virou um clássico. E todo clássico tem as suas paródias…

Destaco aqui Alf – O ETeimoso, …

…o mordomo Niles, em The Nanny, ….

… os idiotas do Scrubs

…E até o comercial do Guitar Hero, com o Phelps e o Kobe Bryant, …

… com a Heidi

… e até com o Metallica.

Nhé!

O Segredo do Abismo por Melhor Ressuscitação

É bom você saber:

  1. Adoro comentários, LIKEs e RTs.
  2. Adoro quando os amigos participam do blog.
  3. Adoro quando blogueiros poderosos (e por que não novos amigos?) também participam do blog.

E é com esse espírito (to fazendo a dança da vitória aqui), que eu apresento para vocês o post do Carlos Eduardo Bacellar, do Doidos por Cinema.

Check it out:

Estava curtindo hoje  O Segredo do Abismo (1989), do James Cameron. Uma sequência chamou minha atenção, e acabei me lembrando do seu blog.

Não resisti à dica…

Melhor cena de ressuscitação : Bud Brigman (Ed Harris) trazendo Lindsey Brigman (Mary Elizabeth Mastrantonio) de volta à vida, depois de um free dive enlouquecido em águas gélidas que levaram a mulher a um quadro de hipotermia.

PS1:  Ah, meu caro, CEB, continue não resistindo.  😛