Em um Mundo Melhor por Melhor Lição

 Em tempos de assassinatos estúpidos nas principais capitais brasileiras, vale a lição que o médico Anton tenta dar ao filho, quando este lhe “presenteia” com o endereço do valentão do parquinho.

Primeiro ele explica (veja a cena aqui):

Anton: What do you want me to do?

Elias: Go beat him up.

Anton: Are you serious?

Elias: Well…yes. Are you afraid to?

Anton: That’s not the point and you know it. You can’t just go around beating people up. That doesn’t help anything. What kind of world would we get? He’s a jerk. If I hit him, I’m a jerk too.  And if I go to jail, you’ll be left without a dad and he’ll have won.

E depois, com muito sangue frio, Anton parte para a aula prática.

Desnecessária — diga-se de passagem, né? 😉

 

PS1:  Em Um Mundo Melhor é um bom filme — talvez não digno do Oscar (acho Biutiful melhor, por exemplo), mas ainda assim um bom filme.