OS INDICADOS OSCAR: Os Infiltrados por Melhor Morte Surpresa e Beleza Americana por Melhor Assassino Surpresa

Tenho a impressão que a Acadimia adora matar seus mocinhos. Quanto mais inusitado, melhor. Os Infiltrados, vencedor em 2007,  é um filme bom. Estavam devendo uma estatueta dourada pro Martin Scorsese desde Taxi Driver. Mas o “Oh!, agora sim ele leva o Oscar!”  foi muito pela cena abaixo.

“Surpresa! O mocinho morre no final!” estava muito batido, coisa de amador. A ideia de matar o mocinho no ápice do filme mereceu o Oscar e a nossa indicação. Quando o espectador está todo envolvido, adorando ver o Damon apanhar muito e achando que finalmente o DiCaprio vai  parar de sofrer,  boom! Clap, clap, Martin!

A partir daí matar o bonitinho do filme em um susto ficou corriqueiro, como em Queime Depois de Ler (2008).

Martin Scorsese finalmente levou a estatueta dourada e o filme levou também os prêmios:  Melhor Roteiro Adaptado (William Monahan) e Melhor Edição (Thelma Schoonmaker).

Antes de Os Infiltrados, outro  filme vencedor do Oscar também surpreendeu – não porque matou o mocinho no final, mas pelo inusitado assassino. O mistério acerca da morte do pai de família cansado Lester Burnham (Kevin Spacey) em Beleza Americana, vencedor em 2000, é tão bom quanto o de Quem matou Odete Roitman!?

No final, é revelado o inesperado assassino- vizinho-militar-gay-enrustido (Chris Cooper).

Beleza Americana venceu também nas categorias: Melhor Diretor (Sam Mendes), Melhor Ator (Kevin Spacey), Melhor Fotografia (Conrad Hall) e Melhor Roteiro Original (Alan Ball).

Abs, @abelardobarbosa

Anúncios

Frame: Os Filmes de 2011

É, é, é!!  Eu estou trabalhando duro nesse fim de ano!!

Assim como em 2010,  montei uma agenda com os filmes que serão lançados no ano que vem. Muita coisa boa, viu?

Atenção:

1) As datas de lançamento SEMPRE podem mudar.

2)  Além dos trailers, não deixe de visitar a página oficial dos filmes.

3)  Por favor, deixe um comentário nesse post caso saiba de algum outro filme não contemplado aqui.

Vamos lá:

JANEIRO

07/01 – Além da Vida (filme de Clint Eastwood)

14/01 – O Turista

14/01 – Amor e Outras Drogas

14/01 – As Viagens de Gulliver

21/01 – O Discurso do Rei

21/01 – Bravura Indômita (dos irmãos Coen)

21/01 – A Minha Versão Para o Amor

21/01 – Burlesque

28/01 – Um Lugar Qualquer

FEVEREIRO

04/02 – Cisne Negro

04/02 – Como Você Sabe

11/02 – O Vencedor

18/02 – 127 Horas

18/02 – Trabalho Interno (The Secretariat)

18/02 – Rabbit Hole

25/02 – Sexo Sem Compromisso

25/02 – Bruna Surfistinha

25/02 – O Besouro Verde

MARÇO

04/03 – Lope, do Andrucha

04/03 – RANGO

18/03 – A Águia

18/03 – Não Me Abandone Jamais

25/03 – A Tempestade

ABRIL

01/04 – Os Agentes do Destino

08/04 – RIO

08/04 – Conspiração Xangai

08/04 – Código Fonte

15/04 – Esposa de Mentirinha

15/04 – Pânico 4

15/04 – Água para Elefantes

21/04 – A Garota da Capa Vermelha

29/04 – THOR

MAIO

20/05 – Piratas do Caribe 4

Padre (data em aberto)

JUNHO

03/06 – Kung Fu Panda 2

03/06 – X-Men First Class

17/06 – Lanterna Verde

24/06 – Carros 2

JULHO

01/07 – A Árvore da Vida

01/07 – Transformers 3

15/07 – Harry Potter e As Relíquias da Morte – Parte II

 

29/07 – Capitão América

AGOSTO

12/08 – Cowboys & Aliens

Os Smurfs (data em aberto)


SETEMBRO

30/09 – Amigos com Benefícios

NOVEMBRO

Amanhecer – Parte 1 (a primeira parte do último livro de Stephanie Meyer)


NOVEMBRO

Happy Feet 2 (data em aberto)

The Greatest Muppet Movie Ever Made (data em aberto)

DEZEMBRO

16/12 – Missão Impossível IV

Outros filmes com estreia prevista para 2011 são:

O Assassino em Mim

Something Borrowed – filme mulherzinha, baseado no romance Emily Giffin


E aí? Gostou? Sabe de algum outro filme? Comente djá!

Lembranças por Melhor Irmão

 

Ainda que esse blog tenha sido criado para louvar todo tipo de obra, incluindo as que não são recomendadas pelos críticos (veja aqui),  eu me dou o direito de pegar preguiça de alguns artistas eventualmente.  Isso quer dizer que eu ignoro solenemente seus filmes e, confesso, nem sempre o motivo é robusto, justo, maduro…

É o caso do Robert Pattison. Eu deixei de ver Lembranças, porque basicamente me irrita a atitude blasé dele, as bobagens que diz aqui e ali, a superexposição, o cabelo sujo, as críticas negativas a sua atuação…

Então, vou começar a semana admitindo aqui e agora que me arrependi de ter deixado essa escapar. E a culpa é da Babi Franzin, do Velocidade, e de sua bela e sincera recomendação:

Quando saem nos cinemas os filmes mais estilo menininha, eu sempre chamo uma amiga para assistir comigo. Deixamos os noivos em casa e vamos nos divertir. E foi assim que chegamos na sessão de Lembranças. Rolou um certo preconceito do público porque era um filme depois do Robert Pattison estourar com o Crepúsculo, se bem que lembro dele desde Harry Potter!
Entramos na sala e esperei um filme bem leve, para distrair a cabeça mesmo, com histórias de amor e final feliz. Mas não tem nada disso. O que vemos é um filho tentando resolver os conflitos com seu pai para que sua irmã mais nova se sinta um pouco mais amada. Vemos um “vampiro” totalmente diferente, com cigarro e bebida na mão o dia inteiro e perdido com o rumo que sua vida pode tomar.
E eis que em seu caminho surge uma linda jovem chamada Ally (Emilie de Ravin), mais conhecida como a Claire, de Lost. Então, as coisas começam a mudar…
Mas como o filme é um drama, começamos a ver várias reviravoltas, que não vou citar para não perder a graça. Confesso também que o final surpreendeu, me deixou de boca aberta e bem reflexiva. É legal notar que a tradução Lembranças não foi muito feliz, quando o título original diz “Lembre-se de mim” e faz muito mais sentido.
Se você espera uma boa trama, pode ter certeza que não vai se decepcionar. Recomendei até para o noivo, pois vale realmente a pena.
Obrigada pelo espaço, espero voltar por aqui mais vezes!

PS1: Como conheço o gosto da Babi e já troquei várias figurinhas sobre filmes, seriados e música com ela, quis dividir com vocês. Tô em bolas e prometo voltar nesse post para deixar a minha percepção assim que conseguir assistir.

PS2: Veja o trailer:

PS3: Babi, volte sempre!!! :-)) 

PS4: Ei, fãs do Bob (é, já tô colocando as manguinhas pra fora) e da saga Crepúsculo, quer ganhar uma escultura de chocolate do Edward Cullen? Veja como aqui.

Ma nem com chocolate belga…

 

Atualização!!! Voltei para dizer que vi hoje (26/04/10), ele é o melhor irmão e o final é realmente surpreendente. Boa, Babi!!

NY Eu Te Amo por Melhor Encontro

Perambulando por São Paulo, eu fiquei com uma vontade enorme de rever esse filme. Na primeira vez, saí do cinema com a sensação de “quero mais”.  Aquelas histórias simplesmente não podiam terminar assim, tão rápido…

Nessa segunda vez, eu consegui, a muito custo, definir quais os meus segmentos preferidos. Mais do que a cidade e o amor, essas histórias celebram, para mim, o encontro, aquele momento que faz a vida tão especial ou tão particular.

Eu adoro, por exemplo, a história da Lydia.  Eu gosto como fica alheia a cidade e aos outros passageiros do metrô, da análise que faz da situação e da coragem para encontrar o desconhecido e levar adiante uma relação improvável.  

E o garoto…

… que definiu assim seu encontro: Central Park covers almost 843 acres. It is 6% of Manhattan. There are also 127 000 method actresses in New York, which is is 2% of the population. An on the night of senior prom, these two elements  came together to make one perfect wish come true. God, I love NY”.

 

Eu gosto do segmento da Anna, mas o que pega em mim está logo no início, quando ela diz: “You know this is what I’ve always liked about NY – these litlle moments on the sidewalks smoking, thinking about your life…it makes you appreciate the city better. You can watch the buildings, you can feel the air, look at the people, sometimes meet somebody you feel like talking to…”

Observar, reconhecer e apreciar pequenas coisas,  pequenas momentos… e por falar em momentos, esses dois sempre me fazem chorar.

Eu gosto como eles brigam e implicam um com o outro o tempo todo, mas gosto, principalmente, da cumplicidade… como, sem explicações, sem palavras, o outro entende o que está sentindo.

 

PS1: NY Eu Te Amo  foi dedicado ao Anthony Minghella, que escreveu a história dirigida por Shekhar Kapur e interpretada por Julie Christie e Shia LaBeouf.  O diretor indiano escreveu em seu blog: “He told me his film was about the value of life and how people sometimes just throw away their lives, unable to look beyond into the real beauty of it. I will direct the film now — with Anthony in my heart and in presence of his soul.”
 

PS2: Só agora, escrevendo esse post, eu me dei conta que essa Julie Christie

… é a Julie Christie do Dr Jivago.

Que amadora, né?

PS3: Natalie Portman, que atuou no segmento dirigido por Mira Nair, escreveu e dirigiu a história da menininha com o pai dançarino. Eu adoro as duas histórias, btw.

PS4:  Drea de MatteoJacinda Barrett são duas lindas e talentosas atrizes muito mal aproveitadas por Hollywood. A primeira já fez Joey e Os Sopranos e está hoje em Desperate Housewives. A segunda você deve reconhecer de Bridget Jones 2, Poseidon e Um Beijo a Mais.

PS5: Outro ponto alto da história de Anna, além do casal de atores (é bom ressaltar), é a trilha. Eu adoro No Surprises, do Radiohead, e acho que toda história vai ficar mais interessante e emocionante com esse fundo.

 PS6: O trailer

Beleza Americana por Melhor Contador de História

045676_ph7_w434_h_q80

O Forrest levou a fama, mas quem sabia contar uma história era o Lester:

I had always heard your entire life flashes in front of your eyes the second before you die. First of all, that one second isn’t a second at all, it stretches on forever, like an ocean of time… For me, it was lying on my back at Boy Scout camp, watching falling stars… And yellow leaves, from the maple trees, that lined our street… Or my grandmother’s hands, and the way her skin seemed like paper… And the first time I saw my cousin Tony’s brand new Firebird… And Janie… And Janie… And… Carolyn. I guess I could be pretty pissed off about what happened to me… but it’s hard to stay mad when there’s so much beauty in the world. Sometimes I feel like I’m seeing it all at once, and it’s too much, my heart fills up like a balloon that’s about to burst… And then I remember to relax, and stop trying to hold on to it, and then it flows through me like rain and I can’t feel anything but gratitude for every single moment of my stupid little life… You have no idea what I’m talking about, I’m sure. But don’t worry… you will someday.

Não ficou convecido?

Brad Dupree: My job consists of basically masking my contempt for the assholes in charge, and, at least once a day, retiring to the men’s room so I can jerk off while I fantasize about a life that doesn’t so closely resemble Hell.” Well, you have absolutely no interest in saving yourself.
Lester Burnham: Brad, for 14 years I’ve been a whore for the advertising industry. The only way I could save myself now is if I start firebombing.

Just an ordinary guy with nothing to lose, sacou?