Frame: This is not porn

Além da foto acima de Gary Oldman e Natalie, veja outras tão raras e tão fantásticas quanto nesse site:

Jane Fonda

 

James Dean e Sammy Davis Jr

Jean Claude Van Damme

John Travolta e Lady Di

Donald Sutherland

O professor Cary Grant

Audrey and Fred Astaire

Clint

Scorsese e De Niro

#1 e Stallone

Spielberg e O Tubarão

Winona e Alec Baldwin

#1, Hugh Jackman e Sting

Robert Redford e Dustin Hoffman

A turma do Star Wars: Harrison Ford, David Prowse, Peter Mayhew, Carrie Fisher,
Kenny Baker
and Mark Hamill

E a Mulher Maravilha Lynda Carter com a sua dublê Jeannie Epper

 

Anúncios

Perseguidor Implacável por Melhor Frase

Eu adoro pessoas práticas e objetivas.

Go ahead. Make my day.

 

PS: Boa semana.

Gran Torino por Melhor Auto-estima

Um dia eu vou sair do meu carro, olhar para um bando de palhaços e dizer:

Ever notice how you come across somebody once in a while that you shouldn’t have fucked with? It’s me.

PS1: Fala sério! Eu não sei como Gran Torino tinha passado despercebido.

PS2: Talvez você encontre uma categoria melhor para encaixar o filme. Como eu tenho a força (sic), decidi que nada supera a auto-estima de Walt. Para você, ele pode ser simplesmente ranzinza; para mim, ele é um cara que confia no seu potencial, conhece suas dores e sabe dos seus limites. Faz somente o que quer, ainda que isso aborreça os outros ou o próprio filho.

Mais: ele é didático e direto, como um bom amigo. Esse diálogo, que não existe no Youtube, é a prova:

Walt: Relax, zipperhead. I’m not gonna shoot you. I’d look down too, if I was you. You know, I knew you were a dipshit the first time I ever saw you, but I never thought you were worse with women than you are at stealing cars… Toad.
Thao: It’s Thao.
Walt: What?
Thao: It’s not Toad, it’s Thao. My name is Thao.
Walt: Yeah, well, you were blowing it with that girl who was there. Not that I give two shits about a toad like you.
Thao: You don’t know what you’re talking about.
Walt : You’re wrong, eggroll, I know exactly what I’m talking about. I may not be the most pleasant person to be around, but I got the best woman who was ever on this planet to marry me. I worked at it, it was the best thing ever happened to me. But you, you know, you’re letting Click-Clack, Ding-Dong and Charlie Chan just walk out with Miss What’s-her-face. She likes you, you know? Though I don’t know why!
Thao: Who?
Walt : Yum Yum. You know, the girl in the purple sweater. She’s been looking at you all day, stupid!
Thao: You mean Youa?
Walt : Yeah… Yum Yum… yeah… nice girl… nice girl, very charming girl… I talked with her… yeah. But you, you just let her walk out right out with the Three Stooges. And you know why? ‘Cause you’re a big fat pussy. Well, I gotta go. Good day, pussycake.

PS3: Um salve para a Daisy! Foooooooooofa!

PS4: O Thao era meio fraquinho e não é só porque o Clint brilha. Isso fica bem claro na cena em que ele fica trancado no porão. Eu gritaria melhor WALT! WALT! que ele. Modéstia a parte. Claro.

 

Invictus por Melhor Tea Time e Melhor Poema

A primeira coisa que você precisa saber é que todos os vídeos desse post, com exceção do trailer, não foram incorporados. Dessa forma, se você não viu o filme nem gosta de spoilers, não terá tentação alguma.

É claro que Invictus  estava destinado ao sucesso – quem ousaria duvidar de um filme com Clint Eastwood na direção e Morgan Freeman e Matt Damon nos papéis principais?

 Só que é mais que isso.

Invictus não é só para quem gosta de cinema e uma história bem contada. É para quem é apaixonado por História, para quem vibrou com a trajetória desse líder rebelde, para quem luta pela liberdade, igualdade e democracia.

Invictus é sobre superação, perdão e reconciliação.

 I was thinking how a man could spend thirty years in prison and come out and forgive the men who did it to him…

Mas Invictus é também para quem é apaixonado por esporte, vibra como hooligan, gosta de heróis.

Do you hear? Listen to your country. 7 Minutes. 7 Minutes. Defense. Defense. Defense. This is it! This is our destiny! 

Invictus é sobre liderança e sobre inspiração. E são elas que fazem aquele chá da tarde tão especial.

We need inspiration because, in order to build our nation, we must all exceed our expectations.

E de onde vem Invictus

Invictus é o nome de um poema, escrito pelo poeta inglês William Ernest Henley.  Não vou te contar a ligação da obra com o filme, mas não posso deixar de dividir o texto:

Out of the night that covers me,
Black as the pit from pole to pole,
I thank whatever gods may be
For my unconquerable soul.

In the fell clutch of circumstance
I have not winced nor cried aloud.
Under the bludgeonings of chance
My head is bloody, but unbowed.

Beyond this place of wrath and tears
Looms but the Horror of the shade,
And yet the menace of the years
Finds and shall find me unafraid.

It matters not how strait the gate,
How charged with punishments the scroll,
I am the master of my fate:
I am the captain of my soul.

PS1: Para mim, o filme foi inspirador e eu já estou louca para ver de novo.

PS2: Esse é o verdadeiro Nelson Mandela, …

….e no filme é dele essa célebre frase: Forgiveness liberates the soul. It removes fear. That is why it is such a powerful weapon.

PS3: Morgan é o produtor executivo do filme e teve vários encontros com Mandela para compor o personagem. Anos antes, o próprio ex-presidente havia confidenciado que Freeman seria a escolha ideal.

PS4: Danny Glover e Sidney Poitier, porém, já interpretaram Mandela em filmes para TV.

PS4: Esse é o verdadeiro François Pienaar

…e essa é uma frase/cena dele que eu adoro:  Everybody takes a beer. A toast … to the taste of defeat. Drink it. Remember it. And promise yourself never to taste it again.

PS5: O prometido trailer:


 

Frame: Globo de Ouro

Para felicidade geral da nação, o Globo de Ouro acontece no próximo domingo.  O que você precisa saber sobre essa premiação:

1 – O Oscar confere mais status, mas o Globo de Ouro é muito mais divertido, pois reúne o pessoal do cinema e da TV.

2 – Na lista de apresentadores confirmados estão Jennifer Aniston, Tom Hanks, Jodie Foster, Nicole Kidman, Kate Winslet, Jennifer Garner, Kiefer Sutherland,  Cher e Tayler Lautner, entre outros.

3 – Antes da premiação, os canais transmitem o tradicional Red Carpet. A melhor transmissão é a do E!, que sempre tem no comando Ryan Seacrest e Mr Jay, entre outros.  O negócio esquenta Às 21h. Então, fica esperrrto!!

4 – O diretor Martin Scorsese receberá o prêmio “Cecil B. DeMille” pela contribuição no campo do entretenimento.

5- A premiação será transmitida ao vivo, a partir das 23h, pela TNT.

Entre os indicados, há vários filmes e seriados que ainda não chegaram no terceiro mundo. É o caso, por exemplo, do Up in The Air, do Invictus e do United States of Tara. Mesmo assim, dá para montar a sua torcida (éééé, reunir os amigos, preparar champanhe e pipoca, fazer apostas…).

Abaixo, eu compartilho com vocês os meus votos – alguns deles, é verdade, votados com o coração (sic) – nas principais categorias.

Best Motion Picture – Drama

Avatar

The Hurt Locker

Inglourious Basterds

Precious: Based On The Novel Push by Sapphire

Up In The Air 

Meu voto:

Bastardos Inglórios. (O melhor filme de 2009 #prontofalei)

 

Best Performance By An Actress In A Motion Picture – Drama

Emily Blunt – The Young Victoria

Sandra Bullock – The Blind Side

Helen Mirren – The Last Station

Carey Mulligan – An Education

Gabourey Sidibe – Precious: Based On The Novel Push by Sapphire

Meu voto: 

Sandra,  pelo conjunto da obra (if you know what I mean).

Best Performance By An Actor In A Motion Picture – Drama

Jeff Bridges – Crazy Heart

George Clooney – Up In The Air

Colin Firth – A Single Man

Morgan Freeman – Invictus

Tobey Maguire – Brothers 

Meu voto:  

Colin Firth (afinal, o George e o Morgan já têm até Oscar, minha gente!!)

Best Motion Picture – Musical or Comedy

(500) Days Of Summer

The Hangover

It’s Complicated

Julie & Julia

Nine

Meu voto: Essa é a categoria mais difícil para mim, mas meu voto vai para

Se Beber, Não Case.

 

Best Performance By An Actress In A Motion Picture – Musical or Comedy

Sandra Bullock – The Proposal

Marion Cotillard – Nine

Julia Roberts – Duplicity

Meryl Streep – It’s Complicated

Meryl Streep – Julie & Julia

Meu voto:

 

Meryl Streep por Julie& Julia.

Best Performance By An Actor In A Motion Picture – Musical or Comedy

 Matt Damon – The Informant!

Daniel Day-Lewis – Nine

Robert Downey Jr. – Sherlock Holmes

Joseph Gordon-Levitt – (500) Days Of Summer

Michael Stuhlbarg – A Serious Man

Meu voto: Preciso falar?

RDJ, claro! (#1, can’t wait to see you on the red carpet!!)

Best Performance By An Actress In A Supporting Role In A Motion Picture

Penelope Cruz – Nine

Vera Farmiga – Up In The Air

Anna Kendrick – Up In The Air

Mo’Nique – Precious: Based On The Novel Push by Sapphire

Julianne Moore – A Single Man

Meu voto:

Mo’Nique (Feeling, gente, é feeling)

Best Performance By An Actor In A Supporting Role In A Motion Picture

Matt Damon – Invictus

Woody Harrelson – The Messenger

Christopher Plummer – The Last Station

Stanley Tucci – The Lovely Bones

Christoph Waltz – Inglourious Basterds

Meu voto:

CHRISTOPH WALTZ!!!!!!!!!!!

 Best Director – Motion Picture

Kathryn Bigelow – The Hurt Locker

James Cameron – Avatar

Clint Eastwood – Invictus

Jason Reitman – Up In The Air

Quentin Tarantino – Inglourious Basterds

Meu voto: Vou tirar o Globo de Ouro do Tarantino, do Jim e do Clint (este nem mais graça vê em premiações, né?) e oferecer ao

Jason Reitman (na foto, ele é o da direita, tá?).

Best Screenplay – Motion Picture

 District 9: Written by Neil Blomkamp and Terri Tatchell

The Hurt Locker: Written by Mark Boal

Inglourious Basterds: Written by Quentin Tarantino

It’s Complicated: Written by Nancy Meyers

Up In The Air: Written by Jason Reitman and Sheldon Turner

Meu voto: Pronto!

Esse vai para o Tarantino.

 Best Television Series – Drama

Big Love (HBO)

Dexter (Showtime)

House (Fox)

Mad Men (AMC)

True Blood (HBO)

Meu voto: Dãããããã.

HOUSE, claro.

Best Performance By An Actress In A Television Series – Drama

Glenn Close – Damages

January Jones – Mad Men

Julianne Marguiles – The Good Wife

Anna Paquin – True Blood

Kyra Sedgwick – The Closer

Meu voto:

Julianne Marguiles, renascida das cinzas.

Best Performance By An Actor In A Television Series – Drama

Simon Baker – The Mentalist

Michael C. Hall – Dexter

Jon Hamm – Mad Men

Hugh Laurie – House

Bill Paxton – Big Love

Meu voto: Eu não me canso…

de votar no House. Vai que é suuuuuuuuua, Hugh Laurie.

 Best Television Series – Musical or Comedy

30 Rock (NBC)

Entourage (HBO)

Glee (Fox)

Modern Family (Fox)

The Office (NBC)

Meu voto: I’m a loser.

GLEE.

 

Best Performance By An Actress In A Television Series – Musical or Comedy

Toni Collette – United States of Tara

Courteney Cox – Cougar Town

Edie Falco – Nurse Jackie

Tina Fey – 30 Rock

Lea Michele – Glee

Meu voto:

Lea Michelle, por todas as lágrimas e, gargalhadas que me causou.

Best Performance By An Actor In A Television Series – Musical or Comedy

Alec Baldwin – 30 Rock

Steve Carell – The Office

David Duchovny – Californication

Thomas Jane – Hung

Matthew Morrison – Glee

Meu voto: O Mr. Schue já tem um Tony. Agora…

GLEE.

Best Performance by An Actress In A Supporting Role in A Series, Mini Series or Motion Picture Made For Television

Jane Adams – Hung

Rose Byrne – Damages

Jane Lynch – Glee

Janet McTeer – Into The Storm

Chloe Sevigny – Big Love

Meu voto: Sem dúvida alguma…

Jane Lynch. Ma-ra-vi-lho-sa. .

Best Performance By An Actor In A Supporting Role In A Series, Mini Series or Motion Picture Made For Television

Michael Emerson – Lost

Neil Patrick Harris – How I Met Your Mother

William Hurt – Damages

John Lithgow – Dexter

Jeremy Piven – Entourage

Meu voto:

Michael Emerson (eu tenho medo do Ben).

PS1: Confira a listagem completa dos indicados ao Globo de Ouro aqui.

PS2: Quer conferir quem já ganhou? Veja as fotos na sala de imprensa e no Red Carpet aqui.

PS3: Façam suas apostas e comentários djá!

As Pontes de Madison por Melhor Covardia

clint50dl0

A Francesca Johnson costumava dizer que when a woman makes the choice to marry, to have children; in one way her life begins but in another way it stops. You build a life of details. You become a mother, a wife and you stop and stay steady so that your children can move. And when they leave they take your life of details with them. And then you’re expected move again only you don’t remember what moves you because no-one has asked in so long. Not even yourself.

E isso explica em parte a opção que ela fez:

 Covarde ou não, a perspectiva do Robert Kincaid é bem mais saudável: Most people are afraid of change.  But if you look at it as something you can always count on, then it can be a comfort.

PS1: Quando eu era criança pequena (sic), fui alugar As Pontes de Madison em uma locadora lá da minha terra natal. Uma amiga que estava junto e já tinha visto comentou: nossa, eu chorei, chorei, chorei, CHOREI MUITO com esse filme.

Foi tão tocante aquele momento que até o moço da loja hesitou em me emprestar a cópia. Entre me poupar da dor e engordar o caixa, é claro que a segunda opção acabou vencendo.

PS2: As Pontes de Madison foi adaptado para os palcos e trouxe Jussara Freire  e Marcos Caruso nos papeis principais. A Luciene Adami aka Guta também participou.  A peça ficou em cartaz até setembro passado (veja review do Estadão).