Miss Simpatia por Melhor Risada

A Sandra bem podia ter soltado essa risada durante o Oscar, né? #putafaltadesacabangem

PS1: Não, ela não voltou com o ex-marido, que já estaria namorando uma tatuadora.

PS2: Na capa da People, Sandra e o seu fofucho.

PS3:  Quem nunca soltou uma risada dessa durante um pileque que atire a primeira pedra.

PS4:  And… WORLD PEACE!

Anúncios

You Don’t Know Jack por Melhor Ator

 

Ok ok, pode me xingar. Estou chovendo no molhado.  Mas me dê uma chance. Tudo começou assim:

 Eu bem sabia que o Al Pacino não tem há anos o rostinho bonito do Michael Corleone

..muito menos a imponência do Coronel Frank Slade.

Também tinha visto umas fotos recentes na qual ele mais parece um louco.

Só que nada disso importa tendo o currículo dele, certo? A gente passa por cima de tudo e acumula posts só para reforçar, uma vez mais, como o cara é bom pra &¨%@%¨¨&.

E, depois de assistir a  You Don’t Know Jack, primeiro filme de Al para a TV, eu não resisti.

A expressão dele no poster já é impagável e um bom petisco do que você vai ver na tela.

A história do Dr Morte eu já conhecia – não profundamente, mas lembro vagamente do noticiário da época e da discussão que gerou sobre eutanásia também em casa.

Apesar de causar uma certa angústia ao mostrar doentes terminais, o filme é o show do Al Pacino. Como é bom vê-lo atuar!!!

Para ficar parecido com o o Dr Jack Kervokian, ele assumiu a cabeleira branca, ficou encurvadinho, emagreceu bem em alguns  trechos e, dizem os especialistas, mostrou o sotaque característico do Michigan.

 

Mesmo com outros bons atores no elenco (John Goodman e Susan Sarandon, por exemplo), Al brilha mais do que ninguém.

PS1: You don’t know Jack estreou no último sábado na HBO. Confira a programação completa aqui.

 PS2: Depois do Festival Shakespeare in the Park, Al Pacino levará o O Mercador de Veneza para a Broadway. Segundo a Agência EFE, ele está sendo superelogiado pela atuação. Dãããã….

PS3: Já falei de outros filmes para TV, lembra? Se não, clique aqui.

Plano B por Melhor Pet

Você já deve ter visto o cartaz

ou então trailer.

Plano B é o novo filme da J-Lo, que eu não escondo que adooooro, e tem um fofo cachorro paraplégico.

Com vocês, Nutz!

No filme, ele perambula para lá e para cá no seu carrinho com toques fashion (afinal, cachorro de diva…).

PS1: Se você gosta da J-Lo ou gostou dos filmes anteriores dela ou ainda curte comédia romântica, anote na sua agenda: 11/06 é o dia de estreia nos cinemas brasileiros. Eu já vi e gostei!

PS2: No site oficial, você encontra também games inspirados no filme.  

PS3: O diretor Alan Poul já dirigiu episódios de Six Feet Under e Big Love, enquanto o australiano Alex O’Loughlin, par romântico da diva, tinha participado de Three Rivers e Moonlight.

PS4: A trilha tem Colbie, Moby e, claro, J-Lo. Aqui um preview de todas as músicas:

Batman – O Cavaleiro das Trevas por Melhor Frase

O Duas Caras teve seus 15 minutos de fama, vai.

You either die a hero or live long enough to become the villain.

PS1: Mais Batman aqui e aqui.

PS2: Lembra do Tommy Lee Jones como Duas Caras? Foi no Batman Forever, de 1995 (aquele com o Val Kilmer).

Quando em Roma por Melhor Tradição

Depois do comovente post de ontem, o que você pode esperar de mim???

CLARO que é mais uma comédia romântica açucarada, previsível e do jeitinho que a gente gosta. Aliás, melhor: porque parte da história se passa em Roma. La bella Roma!!!

Na cidade mais linda do mundo, Beth revolta-se contra o amor e rouba moedas de uma famosa fonte do amor. Mal sabia ela que o feitiço se voltaria contra ela, que passa a ser perseguida por vários pretendentes (os donos das moedas).

CLARO que eles são estranhos (afinal, a gente quer dar risada) com exceção de UM (sim, em letras maiúsculas porque estamos falando de Josh DuhamelMr Fergie.

Clap Clap Clap!  Parabéns, Fergie!!!

PS1: Uma canjinha do filme:

PS2: Outra coisa que gosto desse filme: quando Beth conta que o pai a levava ao Guggeinheim e explicava que o teto era de vidro para que Deus pudesse admirar as obras.  #mentirasqueamamos

Mary & Max por Melhor Explicação

A animação em stop motion Mary & Max não é para crianças. Trata de assuntos modernos como depressão, loucura e principalmente solidão. E como é impossível viver só.

Não vá ao cinema esperando ficar mais feliz após o filme. Isso não é o Shrek. Apesar de alguns clichês esperados para um filme que trata desse assunto, destaca-se o humor sarcástico, sincero e ácido, a arte de rir da própria desgraça. 

O que eu mais gosto no filme são as explicações simples e sinceras de Max para as perguntas da Mary:

“Where do babies come from in America? Do they come from Cola cans?”

Melhor explicação:

“Unfortunately, in America, babies are not found in cola cans. I asked my mother when I was four and she said they came from eggs laid by rabbis. If you aren’t Jewish, they’re laid by Catholic nuns. If you’re an atheist, they’re laid by dirty, lonely prostitutes.”

Também tem uma ótima trilha sonora em momentos cruciais da trama. O cena abaixo com certeza não é a melhor, nem o melhor momento, mas impressiona pela escolha da música no contexto. E é um maldito SPOILER, então só clique se estiver realmente curioso.

Assinado,

Abelardo Barbosa.

PS1: O Abelardo é meu amigo e já assinou outros posts que fizeram muito sucesso aqui.  O nome e personalidade on e offline dele divergem, mas ainda sim é boa pessoa e chora quando vê o Nascimento de Vênus, de Botticelli.

PS2: A voz de Max é de Philip Seymour Hoffman e a de Mary, de Toni Collette. Eric Bana empresta sua voz para Damien

Homens de Preto II por Melhor Sing-along e Melhor Versão

Alguém consegue esquecer essa cena?

Por essa, nem a Gloria Gaynor esperava.

PS1: Você se lembra da participação do Michael Jackson em Homens de Preto? Ele era o Agente M.