Até a Eternidade por Melhor Escolha

Ate-a-eternidade_Les petits mouchoirs

Antes de mais nada, há três coisas que você PRECISA saber sobre esse filme:

  1. O Elenco: Até a Eternidade reúne a nata do cinema francês contemporâneo: Marion Cotillard (Piaf – Um Hino ao Amor, Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge, Um Bom Ano), François Cluzet (Intocáveis), Jean Dujardin (O Artista), Gilles Lellouche (Os Infiéis, Therese D) e Laurent Lafitte (Os Belos Dias).  Eu sei, eu sei, só faltou Louis Garrel,  Romain Duris e Audrey Tautou. 
  2. O Cenário: aquele balneário é capaz de alimentar os sonhos de 98,7% da população mundial.
  3. O Segredo: Fique tranquilo. Não vou contar o final do filme, mas o segredo dos franceses: a despretensão. Reparem bem e deixe pré-conceitos de lado. No dia a dia, o glamour deles não é feito de alta costura e maquiagem. É feita de gente de verdade, que usa roupas como as nossas, às vezes até amassada, que combina com o cabelo despenteado. Você pode dizer que o charme está na confiança, mas está, de fato, na despretensão – de ser o que é, de parecer o que é e nada mais.Dito isso, Até a Eternidade foi lançado em 2010 e conta a história de um grupo de amigos durante as férias de verão. A primeira escolha deles é manter os planos de deixar Paris, mesmo após um deles sofrer um acidente de carro. Enquanto ele se recupera no hospital, os outros viram uma verdadeira família italiana, com  muita gritaria, confusão, música, sol e escolhas. 

    Confie em mim: esse filme não foi o mais visto na França naquele ano à toa.

    PS: Está disponível no Netflix.

Anúncios

Frame: 2 Dias em New York

Julie Delpy voltou mais Julie Delpy do que nunca, ao lado de um comedido Chris Rock e na Grande Maçã. Acredita?

PS: Mais Julie Delpy aqui.

Um Verão Escaldante por Melhor Dança

Festa estranha, gente esquisita e uma dança…mais ainda.

 

PS: A quem interessar a música é Truth Begins, da banda inglesa Dirty Little Thing. Boa, né?

PS2: Não se engane. Essa é a melhor cena do filme, que se arrasta por longos e intermináveis 95 minutos.

 

GAROTA OS INDICADOS: Megan Fox na Jalouse

Só pra fazer contraponto com o post de ontem. :p

 

Fonte: Petiscos

Frame: January “Grace Kelly” Jones

É isso aí. Betty Draper, de Mad Men, é a favorita para interpretar Grace Kelly em um filme que promete mostrar que aquele casamento não foi tão maravilhoso assim. Especula-se que a atriz norte-americana sofreu para se ajustar às exigências da família Grimaldi, o que inclui o pagamento de um dote pela família Kelly para salvar uma Mônaco falida e à beira de ser absorvida pela França de De Gaulle.  BA-BA-DO!

O roteiro está sendo conduzido pelo desconhecido Arash Amel, mas, segundo o Sunday Times, o trabalho já está sendo comparado ao Discurso do Rei. Para a revista The Hollywood Reporter, quem interpretar Grace Kelly estará  definitivamente com a mão no Oscar.

Ratatouille por Melhor Decisão

Você conhece o Remy, certo?

E foi esse ratinho quem tomou a mais sábia decisão:

 

IF YOU ARE WHAT YOU EAT, I ONLY WANT TO EAT THE GOOD STUFF.

Clap! Clap! Clap!  Eu também, Remy, Eu também!!!

PS1: Mais um pouquinho de Ratatouille pra vocês:

PS2: Ratatouille ganhou o Oscar de Melhor Animação em 2008.

PS3:  Saul Galvão também era fã de Remy. Veja aqui a deliciosa crítica e receita que ele compartilhou conosco em 2007.

Antes do Pôr-do-Sol por Melhor DR

Essa cena diz tudo:

É… vai uma valsa aí?

Antes do Amanhecer já foi indicado a Melhor Diálogo e a continuação poderia ganhar também:

– Memory is a wonderful thing if you don’t have to deal with the past. (…) You can never replace anyone because everyone is made up of such beautiful specific details.

Não?