Cracks por Jovem Talento e Imponência

Não se engane com a sinopse de Cracks. Ela é mesmo meio desanimadora, remetendo a um desses filmes com internatos, professores inspiradores…

Acontece que esse longa vai um pouco além dessa fórmula batida ao revelar um mundo, digamos, um pouco doentio. 

E não é só o enredo que chama a atenção.  Tem também a diretora Jordan Scott, protagonista do nosso primeiro Momento Você S/A, estimulando jovens talentos mundo afora.

Sim, ela é filha de Sir Ridley Scott, o que, segundo revelou ao Times, não torna a vida muito mais fácil. “Directing is a tough thing to do no matter who you are. You still have to be the person who makes the film, you still have to get financing, you have to go though all the steps everybody else has to. And, if people don’t want it, they don’t want it.

Independente da árvore genealógica,  o que realmente importa para esse blog é que Cracks foi um ótimo trabalho para uma estreante de apenas 32 anos.

Antes disso, Jordan tinha feito somente comerciais para companhias como Renault e Orange, além de participar de um segmento do Crianças Invisíveis, ao lado do papi.

Como você pode ver na foto acima, tirada durante a estreia no London Film Festival, Cracks ainda traz Eva Green.

E essa mulher, minha gente, não é só bonita. Ela é imponente – não importa o ambiente ou a roupa. Cracks também prova isso.

   

Afinal, não é a toa que o 007 se apaixonou por ela né?

 

PS1: Cracks foi inspirado na obra de Sheila Kohler. A diferença é que a história não se passa durante o Apartheid na África do Sul, mas em uma ilha fictícia na costa da Inglaterra.

Anúncios

Invictus por Melhor Tea Time e Melhor Poema

A primeira coisa que você precisa saber é que todos os vídeos desse post, com exceção do trailer, não foram incorporados. Dessa forma, se você não viu o filme nem gosta de spoilers, não terá tentação alguma.

É claro que Invictus  estava destinado ao sucesso – quem ousaria duvidar de um filme com Clint Eastwood na direção e Morgan Freeman e Matt Damon nos papéis principais?

 Só que é mais que isso.

Invictus não é só para quem gosta de cinema e uma história bem contada. É para quem é apaixonado por História, para quem vibrou com a trajetória desse líder rebelde, para quem luta pela liberdade, igualdade e democracia.

Invictus é sobre superação, perdão e reconciliação.

 I was thinking how a man could spend thirty years in prison and come out and forgive the men who did it to him…

Mas Invictus é também para quem é apaixonado por esporte, vibra como hooligan, gosta de heróis.

Do you hear? Listen to your country. 7 Minutes. 7 Minutes. Defense. Defense. Defense. This is it! This is our destiny! 

Invictus é sobre liderança e sobre inspiração. E são elas que fazem aquele chá da tarde tão especial.

We need inspiration because, in order to build our nation, we must all exceed our expectations.

E de onde vem Invictus

Invictus é o nome de um poema, escrito pelo poeta inglês William Ernest Henley.  Não vou te contar a ligação da obra com o filme, mas não posso deixar de dividir o texto:

Out of the night that covers me,
Black as the pit from pole to pole,
I thank whatever gods may be
For my unconquerable soul.

In the fell clutch of circumstance
I have not winced nor cried aloud.
Under the bludgeonings of chance
My head is bloody, but unbowed.

Beyond this place of wrath and tears
Looms but the Horror of the shade,
And yet the menace of the years
Finds and shall find me unafraid.

It matters not how strait the gate,
How charged with punishments the scroll,
I am the master of my fate:
I am the captain of my soul.

PS1: Para mim, o filme foi inspirador e eu já estou louca para ver de novo.

PS2: Esse é o verdadeiro Nelson Mandela, …

….e no filme é dele essa célebre frase: Forgiveness liberates the soul. It removes fear. That is why it is such a powerful weapon.

PS3: Morgan é o produtor executivo do filme e teve vários encontros com Mandela para compor o personagem. Anos antes, o próprio ex-presidente havia confidenciado que Freeman seria a escolha ideal.

PS4: Danny Glover e Sidney Poitier, porém, já interpretaram Mandela em filmes para TV.

PS4: Esse é o verdadeiro François Pienaar

…e essa é uma frase/cena dele que eu adoro:  Everybody takes a beer. A toast … to the taste of defeat. Drink it. Remember it. And promise yourself never to taste it again.

PS5: O prometido trailer: