Cloud Atlas por Melhor Reflexão

A Viagem_TomHanks

Esse post é uma homenagem a um longa que foi completamente esnobado pela Academia. Nem em maquiagem foi considerado, o que é uma injustiça (vide o Tom Hanks aí em cima).

Verdade seja dita: A Viagem não é um filme fácil. Várias e diferentes histórias são contadas ao mesmo tempo e aos poucos, gerando uma boa confusão e uma única pergunta:

Imagem

Justiça seja feita: um dos narradores avisa logo no início que “enquanto minha experiência como editor me levou a um desdém por flashbacks e flash forwards e todos os truques,  eu acredito que se você puder, caro leitor,  estender sua paciência por apenas um momento, você vai descobrir que existe um método para este conto de loucura”.

E tem, acreditem. Quando as histórias evoluem e os pontos se conectam, A Viagem revela-se um filme bem bonito, principalmente para quem acredita em destino e vida após a morte.  E em vários trechos o espectador é levado a reflexão.

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Sim, o elenco de A Viagem é um show à parte. Um pequeno grupo de talentosos atores completamente transformados para cada história.

Imagem

A história  preferida desse blog é a do advogado interpretado por Jim Sturgess, de Um Dia. Durante uma visita a uma fazenda, ele se depara com um escravo sendo açoitado. Sem nunca tê-o visto antes, o escravo o olha fixamente.  Mais tarde, o advogado pergunta o motivo.  A resposta causa arrepio:

Pain is strong, aye – but friends’ eyes, more strong

E foi esse encontro, do advogado com o escravo, que gerou essa cena:

Anúncios

W.E. – O Romance do Século por Melhor Proposta e Melhor Acessório

Todo mundo, principalmente os críticos, desceu o sarrafo na Madonna, mas confie em mim, W.E. – O Romance do Século nem é tão ruim assim.

A história do rei que abdica do trono não é novidade. A proposta de Madonna é ouvir o outro lado da história,  mostrar o que é que a norte-americana   temtinha de tão especial e como foi a vida dela depois que Edward contrariou sua família e seu destino.

Fato: a proposta é muito boa e a narrativa, mesmo não emocionando, mais parece um videoclipe.

Fashionistas de plantão tem um motivo a mais para ver o filme: o figurino, explorado nesse post do Omelete, é divino, com destaque para as jóias, que fazem parte do acervo pessoal da própria Madonna.

Quem curte calçados femininos, bolsas e outros acessórios de moda não pode perder; #ficaadica