Ela Vai Ter um Bebê por Melhores Constatações

Ok. Ela Vai Ter um Bebê não é o melhor filme de John Hughes, mas em 1988 ele já sabia das coisas. As brilhantes constatações do filme continuam valendo até hoje. Primeiro sobre o casamento.

“Wilt thou, Jefferson, have this woman to be thy wedded wife? Wilt thou comfort and keep her in sickness and in health? Wilt thou provide her with credit cards and a 4 bedroom 2 and a half bath house with central air and professional decorating, aMercedes Benz, and 2 weeks in the Bahamas every spring? Wilt thou try to remember the little things that mean so much, like flowers on her anniversary, a kind word when she’s had a rough day, an occasional “you look pretty today?” Wilt thou be understanding when she’s tired, headachy or upset about something. Wilt thou try not to be such a pig when thou shave and shower. Wilt thou listen patiently to long stories about kids, clothes, and decorator checkbook covers?”

“I will.”

Depois sobre a maturidade das pessoas.

“He’s too young and he’s too immature. She’s a golddigger.”
“There’s little or no gold to be dug. He’s plenty old and people don’t mature anymore. They stay jackasses all their lives.

O que mudou foi o Alec Baldwin e o Kevin Bacon.

Antes…

E Depois. wow!

Abs, Filipe

Anúncios

Wishlist: Jogo Curtindo a Vida Adoidado

O designer e ilustrador  argentino Maxim Dalton criou um jogo de tabuleiro baseado em um de nossos filmes preferidos: Curtindo a Vida Adoidado. É um Jogo da Vida, só que baseado naquele dia em que Ferris Bueller resolve matar aula com seus amigos. Que tal viver novamente todas as emoções dele!? Cantar  em uma Parade!? Visitar o art Institute de Chicago!? Comer no restaurante mais caro da cidade!?

Queremos!

Dica da Miros.

Abs,

@abelardobarbosa

Garota Rosa-Shocking em Melhor Cover

Dispensa qualquer explicação.

PS1: Não, você não está louco. É mesmo o Alan, de Two and a Half Men.

PS2: Andrew McCarthy estourou nos anos 80 (fez, por exemplo, O Primeiro Ano do Resto de Nossas Vidas), mas hoje, coitado, só  consegue pontas em seriados meio B, como Lipstick Jungle e Royal  Pains.

PS3: Outra que tem feito uma série aqui e ali é a própria garota rosa-shocking, hoje em The Secret Life of the American Teenager. Irreconhecível, né?

PS4: Ah, eu ia me esquecendo (propositalmente) do James Spader. E, sim, essa antipatia é pessoal!

PS5: Isso é Garota Rosa-Shocking:

PS6: É QUASE impossível encontrar o DVD desse filme, mas, para a nossa sorte, ele passa sempre no Telecine Cult.

PS7: O diretor Howard Deutch mudou, a pedido do estúdio, o final de Garota Rosa-Shocking. John Hughes fez, então, um outro filme, Alguém Muito Especial, com o fim que tinha imaginado.

Wishlist: Poster

Hoje eu vou inaugurar uma nova categoria: a WishList. Quem gosta de filme normalmente gosta de trilha sonoras, poster, livros sobre os tema e todas as outras peças que remetam a esse universo ou a seu filme preferido. Infelizmente nem sempre é possível adquiri-la (quem nunca teve problema com $$ e espaço que atire a primeira pedra!!!), mas o que vale é a troca de experiência e dicas, certo?

Desde a adolescência, eu adoro pôster. Tive vários colados na parede do meu quarto e hoje, mais comedida, tenho cinco em casa: E O Vento Levou, My Fair Lady, Bonequinha de Luxo, Moulin Rouge e Cantando na Chuva.  Como meu espaço é pequeno, eu transformei calendários em  miniquadros e, posso dizer, estou beeem satisfeita com o resultado (e com a reãção das pessoas). Veja só um exemplo:

 Na onda de Alice e fã do Tim Burton, confesso que fiquei dor no coração por não ter uma bela sala de TV para que pudesse exibir esse lindo poster do Chapeleiro Louco.

 

À venda na FNAC por R$ 26,99, o pôster de Alice é mais alegre, mas não mais bonito que o de Edward Mãos de Tesoura.

 

Fãs da Audrey  

e do Star Wars também não vão se decepcionar com o acervo da Fnac.

 

A Americanas.com possui opções mais baratas e em PB. Com paciência, é possível encontrar uma ou outra  coisa que valha a pena.  

Eu, particularmente, acho que vale investir um pouco mais para ter um clássico e  um dos melhores acervos que encontrei é a Casa do Poster, de Santos, que vende pela internet e tem clássicos como Operação Dragão,

Vertigo

e Curtindo a Vida Adoidado.

 

Quem me surpreendeu foi a Wall Street Poster. As opções no site não se limitam àquelas expostas nos shoppings e são até mais baratas que a da FNAC.  Os fãs do Tarantino e de Pulp Fiction

                                      

e do Al Pacino/Scarface vão ficar satisfeitos.

 

 O melhor lugar, porém, é o art.com. Os melhores posteres e retratos estão, sem dúvida alguma,  lá. Conto um segredo? Eu até me perco…

    

   

E você? Tem poster em casa? Qual é o seu preferido?

A Malandrinha por Melhor Patriota

Vc se lembra de Curly Sue, A Malandrinha?

Esse filme é de 1991 e provavelmente eu vi naquele cinema que virou boliche.  A verdade é que essa cena (5’36) nunca me saiu da cabeça.

PS1: A Curly Sue é interpretada por Alisan Porter. Coincidentemente o EGO (isso é jor-na-lis-mo!!!) fez uma matéria com ela em dezembro passado. Confira aqui.

PS2: Deu pregui de ler? Ah, eu conheço meus leitores… bom, ela fez muita coisa e não fez nada, além de ser amiga do Adam Lambert (love uuuuuuuu!!). Vamos ao Antes e Depois então.

Curtindo a Vida Adoidado por Melhor Fuga e Melhor Playback

MCDFEBU EC004

Referência para toda uma geração, esse filme não recebeu nenhum Oscar ou Globo de Ouro.

Sinto-me, portanto, na obrigação de corrigir esse erro. Afinal, quem nunca invejou o Ferris?

Ou você vai negar que nesses dias quentes você não pensa em cabular aula e/ou trabalho?

Quem também nunca se imaginou, em pleno Vale do Anhangabaú, quebrando o barraco?

PS1: Eu adoro a galera que dança na escada.

PS2: Esse é um dos poucos filmes que vale a pena ver dublado.

PS3: Outros pontos que eu adoro nesse clássico:

– o trote que o Ferris prega no Mr. Rooney;

– o Mr. Rooney invadindo a casa do Ferris e dando de cara com um puppy;

– o roteiro que eles fazem por NY;

– a Sloane paquerando o pai dele, que lê, no táxi, um jornal com a manchete: Sociedade preocupada com a delinquência juvenil.   

– a ‘Quatro-olhos’ sentada ao lado do Rooney no ônibus escolar.

E, claro, a filosofia do Ferris:

A vida passa rápido demais e se você não parar de vez em quando para viver a vida, acaba perdendo seu tempo.

E, então, o que você vai fazer hoje?