Biutiful por Melhor Miséria

Biutiful é a consagração da miséria – das relações humanas, das condições de vida e do próprio ser humano. É tão podre que consegue deixar feia uma das cidades mais belas do mundo – Barcelona.

E é impossível sair desse filme sem pensar em 3 coisas:

1) O quê? E eu reclamando da minha vida?

2) Deus me livre! Se o mundo é cão desse jeito, é melhor mesmo que acabe em 2012.

3) Javier Bardem merece seu lugar ao sol. E está definitivamente desculpado pela vergonha alheia que causou com Comer Rezar Amar.

Anúncios