Entre o Amor e a Paixão por Melhor Trilha

Verão chegando e com ele muita estrada, praia, piscina e churrasco. Para animar esses momentos, escolhemos a trilha gostosa de Entre o Amor e a Paixão, filme da Michelle Williams que integra a Mostra de Cinema de SP.

O nome do filme já dá o tom — Take This Waltz, do Leonard Cohen.

 

 

Tem também Video Killed the Radio Star, do The Buggles

 

,.. Closing Time, originalmente do Leonard Cohen mas aqui em versão da Feist

 

… que emplacou ainda Secret Heart na trilha.

 

Mais: Wide Open Plan, de Doug Paisley;…

e Close your eyes, de Micah P. Hinson.

 

PS: Que  filme é esse? Veja nossa crítica no Doidos Por Cinema.

PS2: Confira a trilha completa aqui.

Anúncios

Sete Dias com Marilyn por Melhor Babão

Ah, fala sério, né?

Eu estava mega-super-hiper-impressionada com o trailer, o que só poderia render decepção. Ok, é bem produzido e tem uma trilha deliciosa com Nat King Cole e Dean Martin cantando, respectivamente, Autumn Leaves e Memories Are Made of This.

Fora isso, é a Marilyn bipolar que a gente conhece e um garoto zoiudo babão. #ProntoFalei

Me dá sete dias com o #1 para você ver o que é um filme…épico!

PS1: O zoiudo babão chama-se Eddie Redmayne, ator inglês, coadjuvante em obras bem inglesas (sic) como A Outra e Elizabeth.

PS2: Essa cena, meio bossa nova, foi a melhor da Aproveitadora Williams.

 

PS3: Melhor Surpresa? Julia Ormond, e todas as suas rugas, como Vivien Leigh.

    

PS4:  O trailer original de The Prince & The Showgirl.

Ranking: 10 Marilyn Monroe

Assim como  Michelle Williams, outras nove atrizes tiveram seus dias de Marilyn. Confira:

10. Katherine McPhee

Katherine pode ser um rostinho conhecido para quem curte American Idol. Ela não ganhou, mas foi escolhida por Spielberg para ser uma das protagonistas de Smash.

9. Megan Hilty

É ela quem disputa com Kat McPhee o papel de Marilyn em Smash. Uma voz…bem além de Marilyn.

8. Mira Sorvino

No túnel do tempo, em 1969, ela foi uma das Marilyn do filme A Verdadeira História de Marilyn Monroe (Norma Jean & Marilyn).

7. Ashley Judd

Sim, ela foi colega de Mira e interpretou a jovem Norma Jean.

6. Poppy Montgomery

Quem acompanha a programação do GNT certamente viu  Blonde – A História de Marilyn Monroe.

5. Lindsay Lohan

Foi só um ensaio para a New York Magazine, mas…

4. Nicole Kidman

Sim! Até Nic! Para a edição de 10 anos da Harper’s Bazaar australiana

3. Jessica Simpson

American Girl tentando gerar polêmica

2. Anna Nicole Smith

Essa causou até em campanha da PETA. RIP Anna Nicole Smith!

1. Michelle Williams

Eu vou ter que dar o braço a torcer e admitir que a mãe da Matilda ficou muito parecida, não?

Então, qual a sua preferida?

Frame: 20 filmes para ficar de olho

20. Tudo Pelo Poder

Sem estrear, The Ides of March, ou Tudo pelo Poder, já ganhou indicação nesse blog (veja aqui). Os cinéfilos também  apostam que Ryan e George estão garantidos na corrida pelo Oscar. Sorte de que quem pode aproveitar a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e não precisa segurar a ansiedade até a estreia oficial.

19. Os Vingadores

Nem precisa explicar, certo?

18.  J. Edgard

Será que é dessa vez, Leo?

17. Um Dia

Só um aviso: leia antes o livro de David Nicholls.

16. A Dangerous Method

Que trio! Viggo, Fassbender e Keira são, respectivamente, Sigmund Freud, Carl Jung e Sabina Spielrein.

15. Coriolanus

A estreia de Ralph Fiennes como diretor.  E repare no elenco.

14.  Albert Nobbs

Para aqueles que achavam que Glenn Close estava esquecida em Damages

13. The Rum Diary

Sem desmerecer a dobradinha com Tim Burton ou Jack Sparrow, é bom ver  Johnny Depp em um papel contemporâneo – ainda mais, ao lado de Aaron Eckhart, Richard Jenkins e Giovanni Ribisi.

12.  My Week With Marilyn

Nem que seja só para criticar a Michelle Williams.

11. War Horse

A peça de teatro é bem famosa. O filme, produzido por Spielberg, promete ser tão emocionante quanto.

10. The Descendants

Oh, George…

9. Warriors

Este filme colocou Tom Hardy no radar dos críticos e ainda ressuscitou Nick Nolte.

8. Margin Call

Kevin Spacey, Stanley Tucci, Paul Bettany, Jeremy Irons…você precisa de mais algum motivo?

7.  Drive

Porque  Ryan Gosling é o cara!

6. Martha Marcy May Marlene

Esqueça as gêmeas Olsen. Quem brilha na família agora é Elizabeth Olsen.

5. O Abrigo

Depois de Revolutionary Road, Michael Shannon interpreta mais um excêntrico ou lunático. A atuação dele e de Jessica Chastain, de A Árvore da Vida, têm sido bem elogiada.

4. 50/50

Fofiiiiinho…

3. Amanhecer Parte 1

Quem eu estou querendo enganar?

2. Shame

Boa repercussão e um colírio, né?

1. Tinker Taylor Soldier Spy

Oh, be Sirius…é o Gary Oldman.

Diário de uma Paixão por Melhor Declaração e Melhor Dedicatória

Há quase um mês que procuro na Blockbuster esse filme. O motivo, confesso com vergonha, não é nada nobre: Ryan Gosling é a minha nova obsessão. Além disso, durante uma ampla e profunda (sic)  navegação na web, li em um site que esse é o romance preferido de Mark Wahlberg (veja aqui).

Declarações constrangedoras à parte, encontrei o filme na última terça-feria e me surpreendi. O elenco, além de Gosling, é muito bom — tem Gena Rowland, James Garner e Joan Allen.

    

A história é de Nicholas Sparks, responsável pelos best-sellers A Última Música, Querido John e Noites de Tormenta.  Sim, as três obras também viraram filmes, o que é motivo de sobra para quem gosta de torcer o nariz para qualquer coisa mais comercial. Não é o meu caso.

        

Diário de Uma Paixão é definitivamente o meu Nicholas Sparks preferido e deve em breve entrar na minha DVDteca.  Há tempos não chorava tanto com uma obra e, por isso, se você ainda não assistiu a esse filme, PARE AGORA DE LER ESSE POST.

É isso mesmo!  Assista ao filme e depois volte deixar o seu comentário. Eu juro que não vai se arrepender.

Se já viu, então você conhece essa cena, a mais famosa do filme:

Young Allie: Why didn’t you write me? Why? It wasn’t over for me, I waited for you for seven years. But now it’s too late.
Young Noah: I wrote you 365 letters. I wrote you everyday for a year.
Young Allie: You wrote me?
Young Noah: Yes… it wasn’t over, it still isn’t over

Para mim, ela só é inferior a outra declaração, manifestada, de uma forma talvez desarticulada, durante uma discussão:

Young Noah: Would you just stay with me?
Young Allie: Stay with you? What for? Look at us, we’re already fighting.
Young Noah: Well that’s what we do, we fight… You tell me when I am being an arrogant son of a bitch and I tell you when you are a pain in the ass. Which you are, 99% of the time. I’m not afraid to hurt your feelings. You have like a 2 second rebound rate, then you’re back doing the next pain-in-the-ass thing.
Young Allie: So what?
Young Noah: So it’s not gonna be easy. It’s gonna be really hard. We’re gonna have to work at this every day, but I want to do that because I want you. I want all of you, for ever, you and me, every day. Will you do something for me, please? Just picture your life for me? 30 years from now, 40 years from now? What’s it look like? If it’s with him, go. Go! I lost you once, I think I can do it again. If I thought that’s what you really wanted. But don’t you take the easy way out.
Young Allie: What easy way? There is no easy way, no matter what I do, somebody gets hurt.
Young Noah: Would you stop thinking about what everyone wants? Stop thinking about what I want, what he wants, what your parents want. What do YOU want? What do you WANT?
Young Allie: It’s not that simple.
Young Noah: What… do… you… want? What do you want?
Young Allie: I have to go now.

E não há quem não se emocione com a dedicatória mais triste e mais linda:

The story of our lives, by Allison Hamilton Calhoun. To my love, Noah. Read this to me and I’ll come back to you.

PS1: O beijaço de Ryan e Rachel ganhou o MTV Movie Awards e foi repetido no palco do evento pela dupla:

Se inveja matasse…

PS2: Enquanto Rachel se prepara para o lançamento do seu primeiro Woody Allen (comentei aqui), my darling Ryan filma com George.

Que tal?

PS3:  Eu me recuso a comentar um eventual romance dele com a Michelle Aproveitadora Williams (prefiro perder para a Olivia), mas não posso deixar de citar a ótima performance em Blue Valentine.

A Ilha do Medo por Melhor Trailer e Melhor Dúvida

Para mim, Shutter Island é o melhor filme do ano. E tudo começou com esse trailer completamente AS-SUS-TA-DOR:

Depois de tomar coragem por semanas, lá fui eu conferir a obra-prima do Scorsese e a performance do Leo, Mark RuffaloMichelle Williams e Ben’ Gandhi’ Kingsley.

Saí do cinema com a promessa, já anunciada no twitter, de não mais chamar o Leo de menina.

Compartilho também a cara de interrogação/desespero/dúvida do Mark Ruffalo quando Teddy diz:

Which would be worse: to live as a monster or to die as a good man?

Como diria Peter Travers, da Rolling Stone, “Scorsese makes dark magic in this mesmerizing mind-bender. No one who lives and breathes movies would dream of missing it“.

PS1:  Já que esse blog virou, nessa semana, um confessionário, vou admitir que a Michelle também merece palmas. Ao contrário da Katie Holmes, ela deixou para trás a Jen, de Dawson’s Creek.

PS2: E é mãe da Matilda, filha dela com o Heath.