Mesmo Se Nada Der Certo por Melhor Espontaneidade

beginagain_1

Muita gente ouviu falar desse filme por causa do Adam Levine, que cantou a música Lost Stars no Oscar 2015.

E essa faixa, não só a versão do Adam Levine, SERIA um bom motivo para encaixar esse filme na categoria Trilha. Seria, porque a película é muito melhor e maior que isso.

MesmoSeNadaDerCerto_poster

Ela foi escrita e dirigida pelo irlandês John Carney,  que já tinha surpreendido com o sensível Once – Apenas Uma Vez, que virou musical em teatros mundo afora.

once2

Mesmo Se Nada Der Certo, cujo título original é Begin Again, é sobre ter uma segunda chance e, principalmente, na visão deste blog, sobre espontainedade.

espontaneidade

O filme conta a história de Gretta (Keira Knightley), que se mudou para NY para acompanhar o namorado (Levine), que a troca por outra.  Para curar a dor de cotovelo, um amigo a leva para um bar e a convida para cantar uma de suas músicas. No meio da plateia apática está Dan, totalmente embriagado, que tenta convencê-la a gravar um disco, algo que nem ela mesmo sabe se quer.

O talento que Dan enxerga em Gretta é o mesmo que ela enxerga naquele desconhecido bêbado. É uma daquelas conexões fáceis, naturais, espontâneas que levam a um…por que não?

E assim eles se jogam na produção do álbum e da maneira mais espontânea (de novo!) possível: em diferentes pontos da cidade – no alto de um prédio, em um beco, no parque – adicionando os sons da metrópole à criação.

E o resultado dessa brincadeira – das atuações à trilha – é fantástico. De levantar do sofá e dançar pela sala.

Restou alguma dúvida?

PS1: Keira aprendeu a tocar violão somente para o papel, que foi declinado por Scarlett Johansson.

Conseguiu acompanhar o tailandês? 😉

PS2: O amigo de Keira, com quem ela vai morar após o fim do namoro com o Adam, é  James Corden, o Paul Potts, de Apenas Uma Chance.

IMG_5557

PS3: A filha do Mark Ruffalo no filme é Hailee Steinfeld. Ela estourou em 2011, quando chegou a ser indicada ao Oscar por Bravura Indômita.

IMG_5558

PS4: A gente também adora, e concorda!, com essa teoria:

beginagain_3“Você pode dizer muito sobre uma pessoa pela sua playlist”  

Você não? o/

Anúncios

Os Indicados Viaja: NY

Ghostbusters_originalcast Se você não viu esse blockbuster da década de 80, certamente você já ouviu a música. Pois bem, o famoso headquarters dos Caça-Fantasmas fica em Tribeca, em NY – mais especificamente, na 8 Hook and Ladder, North Moore Street.  O diretor Ivan Reitman utilizou, porém, só a fachada, porque as cenas internas foram todas filmadas em um estúdio em Los Angeles.   Ghostbusters_Tribeca_NY O posto ainda está em funcionamento e o acesso é bem fácil de metrô, a poucos passos, na esquina da N. Moore e da Varick. De acordo com o blog The everywhereist tem até uma singela homenagem ao filme. TRIBUTE_GHOSTBUSTERS_HQ PS1:  O vídeo da música “”Ghostbusters”, de Ray Parker Jr., traz uma série de celebridades que não participam do filme, como Chevy Chase; Irene Cara; John CandyDanny DeVito e Carly Simon. PS2: Vem remake por aí e com um elenco feminino: Melissa McCarthyKristen Wiig,  Leslie Jones e Kate McKinnon devem assumir os lugares ocupados por Bill Murray, Dan Aykroyd, Harold Ramis e Ernie Hudson.  kristen_wiig_leslie_jones_kate_mckinnon_melissa_mccarthy PS3: Melissa e Kristen são mais conhecidas. Leslie e Kate são mais populares nos EUA por causa, principalmente, do Saturday Night Live. PS4: Na nossa opinião, o Geleia é um dos vilões mais cínicos de Hollywood. Por isso, não poderíamos deixar de homenageá-lo. 🙂 Ghostbusters_poster

Frame: 2 Dias em New York

Julie Delpy voltou mais Julie Delpy do que nunca, ao lado de um comedido Chris Rock e na Grande Maçã. Acredita?

PS: Mais Julie Delpy aqui.

WishList: TerraMarEAr

Tem coisa mais gostosa que unir duas paixões como cinema e turismo?

Pois, assim como temos a seção OS INDICADOS VIAJA, Ruy CastroHeloisa Seixas lançaram um livro no qual dividem suas peripécias ao redor do mundo, muitas delas instigadas pelo curiosidade e desejo do cinéfilo Ruy.

Assim chegaram até Ravello, uma cidadezinha italiana onde “durante a primavera de 1953, uma trupe de atores internacionais – os americanos Humphrey Bogart e Jennifer Jones, a italiana Gina Lollobrigida, o inglês Robert Morley, o húngaro Peter Lorre e uma equipe inteira de coadjuvantes e técnicos ingleses e italianos, dirigidos pelo americano John Huston – ocupou Ravello para filmar Beat The Devil (O Diabo Riu por Último), baseado no romance do inglês Claud Cockburn (pronuncia-se Có-burn)”.

 

Com um contador de histórias como o Ruy, é claro que há deliciosas curiosidades em cada ensaio. “Começou quando, a poucos dias das filmagens, o carro que transportava Huston e Bogart, por imperícia do motorista, chocou-se contra um muro na estrada. Os dois foram projetados para o banco da frente. Huston não teve nada, mas Bogart mordeu a língua com tanta força que quase a atravessou com os dentes – ficou com a ponta pendurada. No pronto-socorro, o médico que o atendeu disse que as espetadas da anestesia doeriam tanto quanto as da agulha que iria usar para costurar a língua – donde iria direto para a costura, a frio. Bogart, que, apesar de ser de família fina, era corajoso de verdade, ouviu aquilo e se submeteu , sem gemer. Dias depois, começou a filmar normalmente, exceto por suas falas, que estavam saindo muito baixas. Huston disse que, quando chegasse a hora, esse problema seria resolvido pela dublagem. E foi mesmo, mas sem Bogie, que, quando a hora chegou, já tinha voltado para os Estados Unidos. Quem o dublou, imitando sua voz, foi um ator inglês, ainda desconhecido: Peter Sellers”.

Veneza – Ruy também jura que “um turista paciente” é capaz de, como ele, descobrir o local exato em que Katharine Hepburn cai no canal em Quando o Coração Floresce.

 

NY – Outro trecho imperdível é o Roteiro das duas Manhattans – Sim, há a de araque, made in Hollywood, e a legítima, de mámore e lambris – e ambas são as mesmas, escrito em 1989.

Pois imagine você que “Quase todos os filmes “de Nova York” até por volta de 1965 foram filmados em Hollywood. As exceções foram algumas sequências de Farrapo Humano (1945), Um Dia em Nova York (1949), A Embriaguez do Sucesso (1957), Amor, Sublime Amor (West Side Story, 1961) e poucos mais  – mas só os diretores desses filmes sabem o quanto tiveram que lutar para que o estúdio permitisse o deslocamento da equipe. O normal era que, uma vez estabelecido para o espectador que o filme se passava em Nova York, tudo o mais fosse construído em estúdio, imitando a arte.

Nos anos 40 e 50, havia uma maneira infalível de mostrar que “estávamos” em Nova York: a câmera dava uma geral em Times Square, na qual se deslocava o anúncio luminoso do cigarro Camel, composto de uma boca gigante, da qual saíam, dia e noite, belas espirais de fumaça”.

“O Empire State Building que aparece na primeira versão de King Kong (1933), por exemplo, é o próprio, inaugurado poucos meses antes, mas ninguém do elenco nem sequer chegou perto da esquina da Quinta Avenida com a rua 34 durante as filmagens.”

 

Gostou? TerraMarEAr “viaja” por Veneza, Berlim, Saint-Tropez, Madri, Barcelona, Havana, Pompeia, Roma, NY, Mougins, Rapallo, Paris, Moscou, Lisboa, Rio, Búzios, Fernando de Noronha, Sevilha e Buenos Aires.

PS: Não deixe também de conhecer outras viagens indicadas aqui no blog –> OS INDICADOS VIAJA

 

 

Frame: Jane Eyre na W

Mia Wasikowska e Michael Fassbender, protagonistas de Jane Eyre,  na capa da W. Precisa dizer algo mais?

Ah, sim, Jane Eyre deve ter estreado no fim de semana passado nos EUA.

Quando em Roma por Melhor Tradição

Depois do comovente post de ontem, o que você pode esperar de mim???

CLARO que é mais uma comédia romântica açucarada, previsível e do jeitinho que a gente gosta. Aliás, melhor: porque parte da história se passa em Roma. La bella Roma!!!

Na cidade mais linda do mundo, Beth revolta-se contra o amor e rouba moedas de uma famosa fonte do amor. Mal sabia ela que o feitiço se voltaria contra ela, que passa a ser perseguida por vários pretendentes (os donos das moedas).

CLARO que eles são estranhos (afinal, a gente quer dar risada) com exceção de UM (sim, em letras maiúsculas porque estamos falando de Josh DuhamelMr Fergie.

Clap Clap Clap!  Parabéns, Fergie!!!

PS1: Uma canjinha do filme:

PS2: Outra coisa que gosto desse filme: quando Beth conta que o pai a levava ao Guggeinheim e explicava que o teto era de vidro para que Deus pudesse admirar as obras.  #mentirasqueamamos

Daylight por Melhor Acidente

Depois de  Rocky, esse é o meu filme preferido do Stallone. Aliás, eu diria que ele mudou a minha vida, porque toda vez que eu entro num túnel meu coração acelera.

PS1: O túnel de Daylight é aquele que passa embaixo do Rio Hudson, ligando Manhattan a New Jersey. Uma explosão acidental provoca um desmoranamento, aprisionando um grupo de pessoas (meliantes, velhinhos, adolescente problemática, cachorro…). Muita emoção!!

PS2: Na verdade, eu sempre lembro desse filme quando passo no túnel do Ibirapuera ou naqueles da Imigrantes

PS3: Sabe quem participa desse filme? O Viggo, quando ele era ainda só um rostinho bonito, e a Amy Brenneman, que hoje faz a Violet em Private Practice.

PS4: Quem também está em Daylight é o filho do Stallone, o Sage Stallone. Foi a segunda participação dele em um filme do papai. A primeira foi no Rocky V, como Rocky Balboa Jr, papel do Milo Ventimiglia no último Rocky (seria pela boca torta?).