SHAME por Melhor Versão

This is (not) American Idol!

CLAP! CLAP! CLAP! Carey fez Frank arrepiar. CLAP! CLAP! CLAP!

PS: Sabe de quem foi essa indicação? Da Sarah Olveira!

Anúncios

Sete Dias com Marilyn por Melhor Babão

Ah, fala sério, né?

Eu estava mega-super-hiper-impressionada com o trailer, o que só poderia render decepção. Ok, é bem produzido e tem uma trilha deliciosa com Nat King Cole e Dean Martin cantando, respectivamente, Autumn Leaves e Memories Are Made of This.

Fora isso, é a Marilyn bipolar que a gente conhece e um garoto zoiudo babão. #ProntoFalei

Me dá sete dias com o #1 para você ver o que é um filme…épico!

PS1: O zoiudo babão chama-se Eddie Redmayne, ator inglês, coadjuvante em obras bem inglesas (sic) como A Outra e Elizabeth.

PS2: Essa cena, meio bossa nova, foi a melhor da Aproveitadora Williams.

 

PS3: Melhor Surpresa? Julia Ormond, e todas as suas rugas, como Vivien Leigh.

    

PS4:  O trailer original de The Prince & The Showgirl.

Romeu + Julieta por Melhor Música

Eu tenho preguiça desse filme, mas a essa música não tem como resistir.

Did my heart love ‘til now? Forswear its sight. For I never saw true beauty ‘til this night.

Apenas Amigos por Melhor Versão

Eu posso gostar mais da versão do Ryan Reynolds a do Leandro & Leonardo?

PS1: Esse post excepcionalmente não abre com uma foto, porque nenhuma imagem faz jus àquela cena.

PS2: Quem também participa de Apenas Amigos é Anna Faris, que parece fazer o mesmo personagem em todo filme. Neste, ela é Samantha James, uma wanna-be Britney. 

Todo Poderoso por Melhor Piada, Trailer e Participação Especial

 

Essa do Bruce Almighty é para começar bem a semana:

 

Behind every great man is a woman rolling her eyes

 

Vale ver também o trailer de Todo Poderoso, que é muito mais divertido do que o próprio filme:

 

Não poderia deixar passar também a participação especial de Tony Bennett no filme. Infelizmente a versão disponível no youtube traz o Jim Carrey e a Jennifer Aniston falando em espanhol. Mesmo assim, não dá para perder.

OS INDICADOS OSCAR: Amor Sublime Amor por Melhor Trilha e Melhor Desabafo

West Side Story, ou Amor Sublime Amor, é um filme de terror para quem não gosta de musical. É exagerado, é cafona e, em certos momentos, forçado demais.  Taí parte da graça de mais uma história de amor talhada pelo sangue latino.

Eu D-U-V-I-D-O que você não conheça canções como  Tonight,…

…ou I Feel Pretty.

A música interpretada por Natalie Wood já ganhou até uma versão escrachada do Jack e do chato do Adam Sandler, em Tratamento de Choque.

Tem ainda I have a Love, que para esse blog tem o melhor desabafo:

I have a love and it’s all I have. Right or wrong, what can I do?

 

PS1: Amor Sublime Amor estraçalhou o Oscar de 1962. Foram 10 estatuetas, incluindo melhor filme, melhor trilha, melhor figurino, melhor ator coadjuvante e melhor atriz coadjuvante.

PS2: Lançado em 1957 na Broadway, a peça teatral está até hoje em cartaz em teatros mundo afora.

Cartas para Julieta por Melhor Verdade e Melhor Emprego

Além de linda, Vanessa Redgrave Claire é sábia:

“’What’ and ‘if’ are two words as non-threatening as words can be, but put them together side by side and they have the power to haunt you for the rest of your life.”

Ah, eu queria muito ser uma secretária da Julieta.

PS1:  E esse filminho-mulherzinha-fofo ainda tem a bonitinha You Got Me, da Colbie, na trilha.