OS INDICADOS VIAJA: Liverpool

Por que não unir duas paixões, certo?

Essa é a intenção dessa nova categoria, que versa sobre turismo sem perder  o foco em cinema.

Eu diria, aliás, que começamos com o pé direito, porque o primeiro post é praticamente um blockbuster. Combina viagem, filme e música. E que música!

Estamos falando de John Lennon e, mais especificamente, de O Garoto de Liverpool, filme já comentando nesse post. Imagine você que é possível visitar as casas onde John e Paul moraram durante a adolescência, período retratado no filme de Sam Taylor-Wood.

The Beatles' childhood homes tour

O tour é oferecido exclusivamente pela National Trust e deve ser agendado com antecedência. A primeira residência a ser visita é a da Tia Mimi, onde John viveu de 1945 a 1963. A casa é bem pequena e, por isso, não serviu de locação para o filme, que montou uma réplica em uma outra região da cidade.

A casa em que John Lennon viveu com a Tia Mimi em Liverpool

O imóvel está muito bem preservado – os móveis antigos, registros de escola de John e um punhado de histórias e curiosidades contadas pelo caseiro. Uma delas é que esse tour somente é possível, porque Yoko Ono comprou a propriedade e a cedeu para a National Trust.

Outra, que mostra um pouco do gênio da Tia Mimi, é a de que somente visitas importantes podiam entrar pela porta da frente e se sentar na sala. Os demais, incluindo John e seus amigos, tinham que usar a porta dos fundos. 

Paul, aliás, foi medido da cabeça aos pés e só passou pelo crivo da tia de John porque não tinha o sotaque típico dos subúrbio. Era um jovem lapidado pela mãe, Mary, que morreu de câncer.

A casa de Paul em 20 Forthlin Road

A casa dos McCartney fica a poucos metros dali, em uma região menos nobre. Mary morreu pouco depois da família se mudar para aquela casa, onde Paul viveu ao lado do irmão Michael e do pai Jim.  Aliás, este último também era apaixonado por música, o que explica o piano acomodado na sala de visitas. Em todos os cômodos, fotos de família – boa parte feita por Michael, que é fotógrafo. 

A minha história preferida é que foi ali, naquela sala, que John e Paul mostraram a Jim a música que tinham acabado de fazer, She Loves You. O patriarca dos McCartney ouviu com atenção e comentou ao final: “Vai ser um sucesso! Só não gosto desse refrão – She loves you. Yeah, yeah, yeah! Muito americano para o meu gosto”. 😛

Paul eventualmente visita a antiga casa – costuma levar os filhos, netos e as esposas.  Em setembro, quando fiz o tour, a caseira comentou que já estava acertado o dia em que Nancy Shevell conheceria o local.

Os fãs dos Beatles ainda podem visitar a The Beatles Story, localizada nas docas (Albert Docks), uma área completamente restaurada, e fazer uma magic mistery tour a bordo de um ônibus amarelo. 

 Verdade seja dita: nem só de Beatles vive Liverpool

A cidade possui um time de futebol, o Liverpool FC; vários museus, incluindo um Tate;  a renomada The Liverpool University; e duas belíssimas catedrais – uma católica e outra anglicana.

  

Nesta última, é possível pegar um elevador e subir alguns degraus para uma vista 360º da cidade. Aliás, dá para avistar até o País de Gales!

Segundo o site oficial, a cidade  já serviu de locação também para outros filmes como Sherlock Holmes e Alfie.

 RECOMENDAÇÃO

É possível fazer um bate-e-volta de Londres, mas a cidade vale mais do que isso. Reserve um fim de semana para com calma todas as atrações.

Outra dica: para obter tarifas mais interessantes, compre com antecedência passagem. Além do Eurail, vale xeretar esse site que oferece vantagens para quem viaja de trem.

 Vale ressaltar, ainda, que a National Trust não permite fotos dentro das duas propriedades.

PS: Eu já tinha interesse em Liverpool, mas bati mesmo o martelo depois que li esse post do Riq Freire. Foi da Jackie a dica do National Trust.  

PS2: Veja outro post que passa a integrar essa categoria.

Anúncios

Intervalo: Essa fila é para o Paul…

….ou para o Harry Potter?

Ao Mestre Com Carinho por Melhor Homenagem

Esse post nem precisa explicar né?

 

PS1: Uma sequência para a TV foi lançada em 1996.

PS2:  Sidney Poitier não ganhou um Oscar por esse filme, mas por Uma Voz nas Sombras (1963). Em 2002, recebeu das mãos de Denzel Washington outra estatueta pela sua contribuição ao mundo cinematográfico.

PS3:  A música foi gravada por Lulu, uma escocesa, que emplacou essa única música nas paradas americanas. No Reino Unido, porém, ela fez um pouquinho mais de sucesso, até porque tinha um programa na Eurovision.  Foi agraciada pela Rainha Elizabeth com a Ordem do Império Britânico, gravou com vários cantores ( de Paul e Elton a Chaka Khan)  e  escreveu hits para outros tantos, como Tina Turner (I don’t want to fight).

PS4:  Mais de 40 anos depois, To Sir With Love continua um clássico. Recentemente, foi gravada pelo elenco de Glee.

O Garoto de Liverpool por Melhor História Real e Melhor Resposta

Quem gosta de biografias,  música, The Beatles ou uma história bem contada não vai se decepcionar com O Garoto de Liverpool. O filme, que está na Mostra Internacional de São Paulo, é uma delícia. Não é à toa que ganhou quatro estrelas do Sunday Times e  dobrou boa parte dos outros críticos.

Mais do que contar uma parte da vida de John Lennon (dos 15 aos 20 anos), o filme expõe o triângulo complicado formado pelas duas primeiras mulheres da vida do inglês:  Julia e Mimi.

Oh, why couldn’t God make me Elvis?

Because he was saving you for John Lennon.

CLAP! CLAP! CLAP!

PS1:  O Garoto de Liverpool tem estreia prevista para 3/12.

PS2: Segundo matéria da agência EFE, reproduzida pelo Estadão, Yoko Ono e Paul não só cederam músicas para o filme como também se emocionaram com o resultado.

PS3:  O ator que faz Lennon é Aaron Johnson, que nem parece o mesmo garoto de Kick-Ass.

 

PS4: Paul é interpretado por Thomas Sagster, já indicado nesse blog por uma cena em Simplesmente Amor. (Não sabe qual? Clique aqui)

PS5: Outra que participa do filme é a maravilhosa Kristin Scott Thomas, já indicada a Melhor Atriz nesse blog.

Simplesmente Amor por Melhor Desabafo

tintin192

Mesmo cheio de estrelas, o pequeno Sam destacou-se nesse filme por ser um drama king nato.

Essa é, aliás, a segunda indicação que esse filme ganha aqui e posso adiantar, caros leitores, que não será a última. 

PS1: O ator que interpreta Sam, Thomas Sangster, é primo de Hugh Grant, o Primeiro Ministro em Simplesmente Amor.

PS2: O garoto, hoje com 19 anos, viverá o Tintin no cinema. Spielberg  foi quem o escolheu para protagonizar a trilogia do jovem repórter, que terá na direção de um dos filmes Peter Jackson, de O Senhor dos Anéis. Veja mais informações nessa matéria do The Guardian.

PS3: Atualmente, Sangster filma Nowhere Boy, no qual interpreta Paul McCartney. O filme falará sobre a infância de John Lennon, vivido por Aaron Johnson, que trabalhou em O Ilusionista. Veja as fotos dele na Rolling Stone.