Aconteceu Naquela Noite por Melhor Pedido de Carona

Após meses (vergonhosamente assumo) sem colocar meus indicados nesse blog que amo tanto, retorno. Dessa vez sem promessas, mas com vontade de contribuir mais. Meu gosto cinematográfico tem mudado, deixei as novidades para a Pref e cai na tendência apontada pela Academia nesse ano, uma volta ao cinema clássico anos 20 e 30.

Aconteceu Naquela Noite (1934) é um daqueles filmes para você dormir tranquilo. Você não vai gargalhar e também não vai chorar rios e essa é sim uma excelente qualidade.Você sabe o final assim que é apresentado aos protagonistas e o que vai acontecer daquela velha equação que sempre funciona na telona ou na vida: Mocinho rejeita mocinha, que rejeita mocinho e no meio das rusgas acabam encontrando aquela faísca que faz o coração bater mais forte um pelo outro. O filme mostra um  Clark Gable menos garboso, mais orelhudo e menos canastrão que em E  O Vento Levou (1939). É dele e de Claudette Colbert (e muito graças as suas pernas) a indicação pela cena abaixo.

Aconteceu Naquela Noite  arrematou 5 Oscars incluindo Filme, Ator e Atriz.

Bjos,

Filipe

Intervalo: As Cantadas Infalíveis de “E O Vento Levou”

É por isso que Rhett Butler é Rhett Buttler.

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Chongas

PS1:  Mais E O Vento Levou aqui e aqui.

…E O Vento Levou por Melhor Beijo

Já que hoje é o dia do beijo…

None of the fools you’ve ever know have kissed you like this, have they? Your Charles, or your Frank, or your stupid Ashley.

PS1: Aquilo não foi uma proposta de casamento, certo? Foi um acordo.

PS2: Esse é o filme preferido das velhas Penelope e Doris. Post, portanto, dedicado a elas (but no kissing, girls!)