Frame: IMS/RJ

Depois de Paris, San Sebastián, Moscou e Toronto, é a vez do Rio de Janeiro receber a mostra Tutto Fellini, que conta, por meio de 400 itens, a trajetória e os bastidores dos filmes criados pelo diretor italiano.

A exposição está em cartaz no Instituto Moreira Salles e recebe, pelo menos no dia em que visitei,  poucos visitantes. Um desperdício! Federico era divertido e inspirador.

Aos 19 anos, deixou Rimini com destino a Roma, certamente uma das suas grandes paixões. Iniciou a carreira como caricaturista, passando a colaborar para roteiros de cinema na década de 40. Foi Roberto Rosselini quem o puxou para sers seu assistente de direção em Roma, Cidade Aberta (1945). Três anos depois, ele seria o protagonista de outro filme (L’Amore) do amigo, baseado em um conto russo que o próprio Fellini inventou.

Os brothers, quer dizer, fratelli Fellini e Rossellini

Em 1950, Fefé assumiria o comando de uma série de clássicos, incluindo, é claro, A Doce Vida, tema deste blog ontem (clique aqui).

Embora Fellini tenha conseguido reconhecimento internacional com A Estrada da Vida, vencedor do Oscar de 1954, Roma de Fellini é um dos filmes que mais chama a minha atenção. Na exposição, descobre-se, por exemplo, que a prostituta do poster, com seus seios fartos, reprsentam a criação de Roma e a lenda da loba que alimenta os gêmeos Rômulo e Remo.

 

Ao longo da mostra, conhece-se também um pouco mais sobre a personalidade de Fellini:

“Acho que o estúdio é o lugar em que as imagens que vimos em imaginação podem ser realizadas, com controle de tudo, exatamente como faz um pintor com seu pincel sobre a tela

Não sei olhar para as coisas com distanciamento. Através da câmera, por exemplo. Não quero nem saber da lente objetiva. Tenho que estar no meio das coisas. Tenho necessidade de conhecer tudo sobre todos, de fazer amor com tudo que está ao meu redor”

Minha relação com a música é de defesa. Eu tenho a sensação de que a música estabelece uma comunicação misteriosa que se apossa de você quase totalmente. Então, para afirmar minha autonomia, eu a recuso

“A prostituta é o contraponto essencial da mãe italiana. Não se pode conceber uma sem a outra. E assim como a nossa ãe nos alimentou e vestiu, assim também – e falo por minha geração – a prostituta nos iniciou na vida sexual”


A relação com Marcello Mastroianni, que participou de vários filmes e chegou a interpretar Fellini nas telonas, também é bem explorada na mostra.

Em Tutto Fellini, a incursão do diretor italiano no mundo publicitário é citado bem en passant. Salve o Youtube e seus usuários que permitem o resgate dessas jóias – como o comercial para a Campari

…e Barilla (meu preferido!!! Rigatone!!!), ambos em 1985…

…e último, em 1992, um ano antes da sua morte, para Banca di Roma.

 

Fellini morreu em 1993, em Roma, onde morava com a esposa, Giulietta Masina, uma das suas musas. Ela faleceu meses depois.

PS:  O Instituto Moreira Salles fica  na Rua Marquês de São Vicente 476, na Gávea. A entrada é gratuita. O espaço é uma atração à parte, principalmente o painel de Burle Marx. Não deixe de ver!

Um gostinho do painel de Burle Marx, no IMS

PS2: Pensando na Copa/Olimpíadas e em atrair mais visitantes, o IMS poderia inserir em seu site mais orientações sobre como chegar ao local, que é bem fora de mão. Google Maps, indicações de linhas de ônibus, taxi na porta, tudo isso ajuda a atrair turistas. A lojinha do espaço também poderia ser mais bem trabalhada. Quem não curte um souvenir? E um souvenir que caiba nos mais diferentes bolsos? Já adianto: cartão-postal a R$3, por exemplo, não dá. Só uma louca por Fellini e Roma compraria. o/

PS3: Alô, paulistas! Tutto Fellini chega a SP em julho. Fiquem ligados!

PS4: Amanhã tem mais um pouquinho de Fellini. Aguarde!

PS5: Aproveite o embalo e veja nosso post com 10 comerciais feitos por diretores de cinema.

Anúncios

GAROTO OS INDICADOS: Josh Duhamel

Em meio à correria, eis que surge Fabi Rodrix salvando a pátria (e os meus olhos!), com as deliciosas fotos (é isso mesmo!) de Josh Duhamel no Rio.  

Além de correr no calçadão, o bonitão ainda deu um hello pra galera em um intervalo da coletiva de imprensa.

 

Fergie: CLAP! CLAP! CLAP!

 

PS1: Josh está no Rio divulgando Transformers: O Lado Oculto da Lua.

 

 

PS2: Se pensar bem, o Josh tem uma relação antiga com o Brasil. Ou você se esqueceu que ele e Olivia

Wilde protagonizaram Turistas

 

 

Vergoooooooooooooooooooonhaaaaaaaaaaa.

 

PS3: Se você ainda tinha dúvidas do quanto a Fergie é sortuda, olha isso:

 

…e isso:

aaaaaaaaaaah, eu querooooo!

 

PS4:  Mais fotos no meu brinquedinho favorito – o Pinterest.

PS5: Você já reparou no elenco de Transformers 3John Malkovich, Patrick Dempsey, Frances McDormand… oh la la, Michael Bay!

Tropa de Elite 2 por Melhor Personagem e Melhor Sequência

Quem já assistiu Tropa de Elite 2 sabe do que eu estou falando. José Padilha conseguiu criar um herói nacional e um filme com um roteiro bem amarrado e cenas de ação muito bem filmadas.

PS1: O que é a voz do Wagner Moura?

PS2: O R7 colocou no ar uma votação: Você acha que José Padilha deve filmar Tropa de Elite 3? Até às 18h do último domingo, 24/10, mais de 93% tinha respondido SIM. O que vc acha?

Eu Ainda Sei O Que Vocês Fizeram no Verão Passado por Melhor Bronzeamento Artificial

Fala sério, vai?! Essa cena é um clássico!!!

PS1: Há duas outras cenas que devem ser citadas:

a) a do concurso: a viagem à Bahamas é presente de uma rádio. A pergunta era: qual a capital do Brasil? O que a Brandy responde: Rio de Janeiro!!

b) Na outra cena, a Julie fica macha e chama o assassino para a briga, usando, claro uma blusa molhada, apertada e cavada – algo que o Conar, com certeza, reprimiria.

PS2: Eu acho que por causa desses filmes a Jennifer Love Hewitt deixou de ser a Sarah, de O Quinteto. Ela e o Matthew Fox foram os que se deram melhor, não?

PS3: Lembra da abertura desse seriado?

PS4: Em 2000, auge da carreira, a Jennifer brincou de Audrey Hepburn

e ainda lançou discos.

PS5: Quem também faz parte desse filme é o Jack Black. How bizarre...

PS6: Veja o trailer de novo:

O Virgem de 40 Anos por Melhor Constatação

Seria uma homenagem ou uma provocação à banda de Chris Martin? Melhor perguntarem para o autor do post, Wallace Faria.

David: You know how I know you’re gay?
Cal: How? Cause you’re gay? And you can tell who other gay people are?
David: You know how I know you’re gay?
Cal: How?
David: You like Coldplay.

PS1: Hoje é o primeiro show do Coldplay no Brasil. Hoje na hoje, na praça da Apoteose, no Rio; terça, no estádio do Morumbi, em São Paulo. Mais informações aqui.

PS2: Eu acho que gosto de mais música deles do que imaginava:  In My Place, TroubleYellow, Scientist, See You Soon ,Viva La Vida

PS3:Eu gosto do Steve Carrel e do Seth Rogen, mas queria ver se eles são capazes de fazer outro tipo de personagem.

Gerard Butler por Melhor Ator

Eu sei o que você está pensando: eu enlouqueci e estou baixando o nível.

Não, não, eu juro que não é isso, minha gente!! Vocês  já sabem que uma das “razões de viver” desse blog é corrigir injustiças. E hoje, num momento totalmente altruísta (e modesto), eu resolvi corrigir uma injustiça minha.

É isso mesmo. Há anos eu falo mal do Gerard Butler. Para mim, ele havia sido o Rei Leônidas e ponto.

Era ator de um papel só e não se dava conta disso.  Pior: estava acabado e tinha embagulhado (é isso mesmo, garotos! nós também usamos essa palavra!!).

Não me culpem!

Poxa, ele vivia envolvido em uma série de boatos, que incluiam até a Gloria Maria, e…

… foi completamente engolido pelo Jeffrey Dean Morgan aka Danny em PS Eu te amo (Ou você vai negar que pensou que o Gerry serviu pelo menos para apresentar a Holly para o talentoso William?)   

A partir daí, eu passei a ignorar todos os filmes dele – até os trailers me davam preguiça e eram utilizados para corroborar a minha tese.

Isso mudou em meados de 2009, quando, num momento de fraqueza, eu concordei em ver Código de Conduta. E juro que não foi a cena abaixo que me convenceu…

… de que o cara é bom.

Código de Conduta é um daqueles thrillers que você mal consegue respirar.

Ainda assim, eu achava que podia ser influência do Jamie Foxx e, por isso, eu aluguei no último fim de semana A Verdade Nua e Crua, que eu tinha me recusado a ver no cinema.

Posso falar?

O filme vale por ele.

É isso mesmoque você ouviu. Eu adoro a Katherine Heigl e ela tem o seu momento no filme,

mas, ainda assim, é a Izzie em todo e qualquer papel (convenhamos, gente, no Grey’s Anatomy, ela já fez papel de deprimida, doente, boba, sedutora, bacaninha…).

Mas o Mr Butler…

3 sílabas: OH-LA-LA!

PS1: Gerard Butler participou do Globo de Ouro, ao lado de Jennifer Aniston.

 PS2: Eles estão juntos em The Bounty.

PS3: Eu fiquei nude quando descobri que Gerard era o personagem principal na versão de Joel Schumacher para O Fantasma da Ópera.

PS4: Segundo O Globo (via Ego), ele passará o carnaval no Rio (Por favor, não me envergonha, Gehard. Não dê uma de JCVan Damme. Não me faça retirar todos os elogios).

PS5: Também empresta sua voz para um viking da nova animação da Dreamworks, Como Treinar o Seu Dragão.

PS6: De acordo com o Terra, estaria ainda disposto a torcer pelo Brasil na Copa da África do Sul. Simpaticão, vai? 

Taí. Gerard Butler – Melhor Ator.

O Dia Depois de Amanhã por Melhor Apocalipse

day%20after%20tomorrow%20SPLASH

No Blog Action Day 09, este blog não poderia deixar de indicar o Melhor Apocalipse.

bad-300-250

Em O Dia Depois de Amanhã, não são os aliens que ameaçam acabar com a humanidade, mas o aquecimento e resfriamento global.

E não parou por aí: NYC ficou assim.

PS1: Você sabia que a baixa dos oceanos pode mudar o mapa do mundo inteiro? Isso significa que toda a baía de Guanabara pode virar um laguinho, que encolheria com a evaporação da água, abrindo espaço para um intenso avanço urbano. A ponte Rio-Niterói viraria um elevado, tipo o Minhocão de São Paulo. Entenda mais aqui.

PS2: Veja o trailer de O Dia Depois de Amanhã.

PS3: Apesar de contar com a consultoria de um especialista do Protocolo de Kyoto, o filme gerou uma série de críticas de meteriologistas e climatologistas  que acusam O Dia de Depois de Amanhã de fazer propaganda política. Há quem discorde também sobre a possibilidade uma nova era glacial ou a velocidade com que as mudanças climáticas atingiriam nossas vidas. Veja a crítica publicada, em 2004, pelo USA Today.

PS4: Além dos efeitos especiais, o filme tinha todos os elementos de um blockbuster: triângulo amoroso, criança doente, cachorro…