Frame: This is not porn

Além da foto acima de Gary Oldman e Natalie, veja outras tão raras e tão fantásticas quanto nesse site:

Jane Fonda

 

James Dean e Sammy Davis Jr

Jean Claude Van Damme

John Travolta e Lady Di

Donald Sutherland

O professor Cary Grant

Audrey and Fred Astaire

Clint

Scorsese e De Niro

#1 e Stallone

Spielberg e O Tubarão

Winona e Alec Baldwin

#1, Hugh Jackman e Sting

Robert Redford e Dustin Hoffman

A turma do Star Wars: Harrison Ford, David Prowse, Peter Mayhew, Carrie Fisher,
Kenny Baker
and Mark Hamill

E a Mulher Maravilha Lynda Carter com a sua dublê Jeannie Epper

 

Anúncios

Ranking: Os mal aproveitados de Hollywood

Quem disse que talento e/ou um rostinho bonito são suficientes para ser uma estrela em Hollywood?  Nope. Tem muita gente boa que não consegue uma estrela na calçada da fama e ter o sol brilhando.

Com vocês, as provas disso.

10. Rebecca de Mornay


Porque 19 anos se passaram e  Peyton continua imbatível.

9. Marisa Tomei


Ela ganhou um Oscar em 1992, já foi indicada outras vezes, é muito bonita e, mesmo assim, continua cavando, com dificuldade, papéis secundários.

8. Stanley Tucci


Em 2010, com Um Olhar do Paraíso, eu achei que finalmente ele seria reconhecido. Ledo engano…voltou a ser coadjuvante.

7. Laura Linney

Ela já foi indicada ao Oscar em três ocasiões, já interpretou todo tipo de personagem e tem no seu currículo filmes maravilhosos.  Nada disso foi suficiente. Até que  a Original Film e a Sony resolveram produzir The Big C, com Laura no papel principal.  Sorte nossa!

6.  Kevin Kline

Ok, ele fez muito filme ruim. Mas também emocionou e arrancou lágrimas como Cole Porter, foi o professor Howard Brackett em Será Que Ele É e William Hundert em O Clube do Imperador, foi o francês Luc  e tantos outros personagens inesquecíveis. Mesmo assim, a gente é obrigado a vê-lo fazendo uma ponta em um filminho capenga como Sexo Sem Compromisso. Que dor no coração!

5. Richard Dreyfuss

Ele já  teve mais sorte no passado. Hoje faz pequenas participações em filmes que seriam questionáveis se este coadjuvante não roubasse completamente a cena.

 

4. Christine Baranski

Mais um presente que a TV nos dá. E quem assiste a The Good Wife sabe do que estou falando.

3.  Toni Collette

Na mesma categoria de Christine e Laura está Toni. Indicada ao Oscar por Sexto Sentido, ela continuava com papéis secundários até virar a estrela de United States of Tara.

 

2. Minnie Driver

Aparentemente a atriz inglesa só não convenceu os chefões de Hollywood. Adoro!

 

1. Tom Wilkinson

Este ator deveria estar na categoria de intocáveis, ao lado de Niro, Al Pacino e Dustin Hoffman.

Estão Todos Bem por Melhor Solidão

Robert De Niro simplesmente não precisa de uma ótima atuação para emocionar os corações mais sensíveis (sic). E prova disso é sua participação nesse filme, como o aposentado Frank,  que tenta reencontrar os filhos e reuni-los após a morte da esposa.

PS1:  Esse filme, que passou praticamente despercebido pelo grande circuito, é um remake do italiano Stanno Tutti bene, de Giuseppe Tornatore , de Cinema Paradiso.

GAROTO OS INDICADOS: Robert De Niro

Iniciando a categoria (e a semana!) em grande estilo, não?

De Niro posou para o francês Hedi Slimane, famoso por seus retratos em P&B e pela sua carreira no mundo fashion, principalmente na Louis Vuitton e Dior Homme.

PS1:  Veja outras fotos de De Niro aqui (Sim, o Michael Pitt também está lá).

PS2: De Niro foi anunciado como o presidente do júri do próximo Festival de Cannes, que será realizado de 11 a 22 de maio. “Como co-fundador do Festival de Tribeca e do Festival Doha Tribeca, tenho grande apreço pelo júri, que tem importante papel em escolher os filmes que são apresentados no mais alto nível do cinema mundial”, disse o ator em comunicado, segundo Último Segundo. “Esses festivais ajudam a me conectar com a comunidade internacional do cinema e tem duradouro impacto cultural.” 

PS3:  Com 67 anos, De Niro possui cinco filmes no forno, de acordo com o IMDb.

PS4: Dica da Dani Arrais, do Don’t Touch My Moleskine.

Entrando Numa Fria por Melhor Nome

Alguém duvida?

PS1: Gaylord Focker, personagem de Ben Stiller tem perfil na Wikipédia e no Facebook.  

PS2: Vocês sabiam que a Blythe Danner é mãe da Gwyneth Paltrow, né?

PS3: Entrando Numa Fria Maior Ainda também já recebeu indicação. Veja aqui.

Frame: Oscar

Então, vamos falar do Oscar. Só que, mais do apontar os meus favoritos, eu queria relembrar os grandes momentos dessa festa.

Regras do Jogo

1) Qualquer comentário é bem-vindo.

2) Coloquei aqui aqueles que lembro, que vivi e torci. E isso quer dizer que alguns clássicos, como O Poderoso Chefão e E O Vento Levou, não serão citados. (porque eu não sou tão velha assim…)

3) Os vídeos mais antigos foram desativados e você terá que ver no youtube. Como diz a Pink, Please don’t leave me.

4) Os meus critérios são completamente subjetivos. Sim, os seus também podem ser.

BEST PICTURE

Vocês sabem que meu coração pertence a Bastardos Inglórios, mas não acho que esse ano será do Tarantino.

1994, porém, foi um grande ano. Essa categoria foi apresentada por Robert De Niro e Al Pacino (eu sei: OMG! OMG! OMG!) e os concorrentes eram Forrest Gump, 4 Casamentos e 1 Funeral, Pulp Fiction (Melhor Overdose e Dança), Quiz Show e Um Sonho de Liberdade.

E o ganhador é um clássico, daqueles que a gente cita frases até hoje:

Actor in a Leading Role

Meu feeling diz que esse ano será do Jeff Bridges. A minha torcida é pelo Colin Firth (na verdade, eu só não fico feliz se o Jeremy Renner, de Guerra Ao Terror, ganhar. Nada pessoal, mas acho que pode comer um pouco mais de grama antes de levar a estatueta para casa).

Há muito tempo ele não faz um filme bom, mas tudo bem. Depois de Hannibal Lecter, Anthony Hopkins pode tudo.

Eu aposto, porém, que você se lembra do ROBERTO!

  

E ainda, na noite de homenagem ao Sidney Poitier

o Oscar (oh, I Love My Life!) do Denzel.

Actor in a Supporting Role

Dá um aperto no peito pelo Christopher Plummer, mas it’s a Bingooo. Christoph Waltz é o cara!! 

A lista de atores coadjuvantes é impressionante, mas alguém é páreo para o Coringa do Heath Ledger?

And this is for his beautiful Matilda! \o/

 Actress in a Leading Role

 Todo mundo sabe que eu amo a Meryl. E ela passou por todo o estresse pré-premiação 16 vezes e pela frustração de voltar com as mãos abanando 14 vezes.

Meryl darling, I’m sorry. Receio que essas estatísticas vão aumentar, porque eu também estou torcendo para a Sandra.

E o momento? Ah, a Julia né? Adoro Julia, adoro o sorriso, a gargalhada, a veia estourando na testa, adoro o humor, adoro o vestido, love it all!!

Evocando o passado rapidamente, um bocadinho de Audrey (ainda mais por A Princesa e O Plebeu que foi um dos primeiros posts desse blog —->veja aqui.)

Actress in a Supporting Role

Eu não vou escolher a Mo’Nique, porque eu tenho medo dela. So the Oscar goes to… Maggie Gyllenhaal!!

 E escolher uma ex-ganhadora foi difícil. Teve a Jennifer Hudson (porque eu gosto dela, gosto de Dreamgirls e gosto de American Idol),

a Catherine Zeta-Jones (que quase deu a luz na premiação) e

a Penélope.

Animated Feature Film

Eu torço por UP e o adorável Mr. Fredricksen(cuja voz é do Christopher Plummer).

 Essa categoria passou a existir em 2001 somente – tanto é que A Bela e A Fera concorreu a Melhor Filme no passado.

Directing

Tarantino, bóvio!

 E um momento marcante (e idiota, mas conveniente) foi o James Cameron gritando I’m the king of the world!

(E, se ele já se sente o rei do mundo, ele não precisa ganhar agora, certo?)

Writing (Original Screenplay)

Tarantino por Bastardos Inglórios!

 

E quem esquece dessa dupla?

Music (Original Song)

Nine! Nine! Nine!

Essa é uma das categorias que eu mais gosto e costuma nos brindar com apresentações marcantes, como a Madonna nervosa e desafinada com You Must Love (Evita),

um Aerosmith comportado (Armageddon),

a Whitney engolindo a Mariah (O Príncipe do Egito),

e Celine e Andrea Bocelli, cantando a música da animação A Espada Mágica (lembro que a Meryl chorou!! ´É, sim, de tão lindo!!).

Aliás, você pode não gostar dela, mas Celine reina no Oscar. Cantou a música de A Bela e A Fera,

 do Titanic e

de Íntimo e Pessoal.

Nesse ano (1997), ela cantou ainda I Finally Found Someone, de O Espelho Tem Duas Faces. A música é da Barbra, que se recusou a comparecer a cerimônia por não ter sido indicada a melhor atriz. Bafão!!!

Essa é a original, com Barbra e Bryan Adams.

Adooooooooooooooooooooooro!

PS1: Outro bafão, desta vez do ano passado, a Jen Aniston toda sorridente em frente ao Brad.

PS2: Tem o beijão do Adrien Brody na Halle ‘Storm’ Berry.

PS3:  o escândalo do Cuba Gooding Jr.

PS4: E aí?

Nunca Fui Beijada por Melhor Vergonha Alheia e Melhor Prom

never-been-kissed

Quando você se achar um lixo, lembre-se da Drew e repita:

I’M NOT JOSY GROSEY ANYMORE!!!

Sim, porque a gente sente muita Vergonha Alheia sempre que assiste Nunca Fui Beijada e nunca admite (sic) que se identifica com todo o romantismo da Josie,

nem quando a gente vibra com os olhares subversivos do Sam…  

… ou se imagina em um baile tão rufus!  quanto aquele.

PS1: O tema ‘Melhores Casais” não é tudo?

PS2: E a gente A-D-O-R-A a Drew desde que…bom, isso fica para outro post.

PS3: Eu ainda não vi, mas já baixei, Grey Gardens, filme pelo qual ela e a Jessica Lange concorreram (a última ganhou) ao Emmy.

PS4: Os próximos filmes dela são Whip it!, com a Juliette Lewis e Ellen Page, e Everybody’s Fine, com o Robert De Niro.

PS5: E que tal a Jessica Alba de Disco Barbie?

PS4: Quer ver o final? (tum-tum, tum-tum).