Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças por Melhor Sinceridade

Tá lá! Nua e crua!

I’m just a fucked-up girl who’s lookin’ for my own peace of mind; don’t assign me yours.

PS: Essa é a segunda indicação de Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças aqui no blog. Quer saber qual é a outra? Aqui.

Anúncios

Ranking: Os mal aproveitados de Hollywood

Quem disse que talento e/ou um rostinho bonito são suficientes para ser uma estrela em Hollywood?  Nope. Tem muita gente boa que não consegue uma estrela na calçada da fama e ter o sol brilhando.

Com vocês, as provas disso.

10. Rebecca de Mornay


Porque 19 anos se passaram e  Peyton continua imbatível.

9. Marisa Tomei


Ela ganhou um Oscar em 1992, já foi indicada outras vezes, é muito bonita e, mesmo assim, continua cavando, com dificuldade, papéis secundários.

8. Stanley Tucci


Em 2010, com Um Olhar do Paraíso, eu achei que finalmente ele seria reconhecido. Ledo engano…voltou a ser coadjuvante.

7. Laura Linney

Ela já foi indicada ao Oscar em três ocasiões, já interpretou todo tipo de personagem e tem no seu currículo filmes maravilhosos.  Nada disso foi suficiente. Até que  a Original Film e a Sony resolveram produzir The Big C, com Laura no papel principal.  Sorte nossa!

6.  Kevin Kline

Ok, ele fez muito filme ruim. Mas também emocionou e arrancou lágrimas como Cole Porter, foi o professor Howard Brackett em Será Que Ele É e William Hundert em O Clube do Imperador, foi o francês Luc  e tantos outros personagens inesquecíveis. Mesmo assim, a gente é obrigado a vê-lo fazendo uma ponta em um filminho capenga como Sexo Sem Compromisso. Que dor no coração!

5. Richard Dreyfuss

Ele já  teve mais sorte no passado. Hoje faz pequenas participações em filmes que seriam questionáveis se este coadjuvante não roubasse completamente a cena.

 

4. Christine Baranski

Mais um presente que a TV nos dá. E quem assiste a The Good Wife sabe do que estou falando.

3.  Toni Collette

Na mesma categoria de Christine e Laura está Toni. Indicada ao Oscar por Sexto Sentido, ela continuava com papéis secundários até virar a estrela de United States of Tara.

 

2. Minnie Driver

Aparentemente a atriz inglesa só não convenceu os chefões de Hollywood. Adoro!

 

1. Tom Wilkinson

Este ator deveria estar na categoria de intocáveis, ao lado de Niro, Al Pacino e Dustin Hoffman.

O Escritor Fantasma por Melhor Puzzle

Mais do que um suspense, esse filme  tem um belíssimo quebra-cabeça, que esse blog não irá revelar para não estragar a surpresa de quem ainda não viu a obra de Roman Polanski.

Só vou dizer uma coisa: você nunca mais vai olhar uma biografia da mesma forma.

PS1:  Entre os mistérios de O Escritor Fantasma apenas UM e somente UM pode ser antecipado para vocês: que fim levou a pereba de Ewan Mc Gregor.

Sim, caros leitores, porque o ilustre ator escocês mostrou não só talento em seus filmes. Tanto em Trainspoitting

quanto em Moulin Rouge

e em A Ilha

… um sinalzinho na testa se sobressaía.

Um verdadeiro trabalho de investigação deste blog mostrou, com apoio do The Huffington Post, que a pereba foi retirada por recomendação médica.

Viu? A testa está lisinha!!!


PS2: Ainda em O Escritor Fantasma, vale destacar a atuação do maravilhoso Tom Wilkinson e da talentosa Olivia Willians….

… além da presença do Jim Belushi (quase irreconhecível!!) e da Samantha Kim Cattrall.


PS3: Se você quiser ler uma crítica séria, não deixe de passar pelo Doidos Por Cinema.

Razão e Sensibilidade por Melhor Declaração

Não precisa complicar. Poucas palavras bastam.

At Norland my behaviour was very wrong. But I  convinced myself you felt only friendship for me and it was my heart alone that I was risking. I have come with no expectations. Only to profess, now that I am at liberty to  do so, that my heart is and always will be yours.

PS1: Com roteiro de Emma Thompson e direção de Ang Lee, a novela de Jane Austen apresenta uma Kate Winslet e um Hugh Grant bem novinhos, além de um Alan Rickman quase galã…

… e um Hugh Laurie irresistivelmente resmungão e irônico.

PS2: Aliás, quem me conhece já sabe, mas eu resolvi GRITAR PARA TODO MUNDO OUVIR que eu amo o House Hugh Laurie.

É tanto que eu perdoei a fase Stuart Little

… porque há coisas muito melhores a serem celebradas – da participação em Friends…  

… ao sucesso merecido de House,…

… que deixa claro não só que ele está envelhecendo muito bem como está cada vez mais talentoso (o primeiro capítulo da 6ª temporada é imbatível!!!)

PS3: Para a Wish List: a edição de luxo de Razão e Sensibilidade à venda na Livraria Cultura.