Ranking: Os mal aproveitados de Hollywood

Quem disse que talento e/ou um rostinho bonito são suficientes para ser uma estrela em Hollywood?  Nope. Tem muita gente boa que não consegue uma estrela na calçada da fama e ter o sol brilhando.

Com vocês, as provas disso.

10. Rebecca de Mornay


Porque 19 anos se passaram e  Peyton continua imbatível.

9. Marisa Tomei


Ela ganhou um Oscar em 1992, já foi indicada outras vezes, é muito bonita e, mesmo assim, continua cavando, com dificuldade, papéis secundários.

8. Stanley Tucci


Em 2010, com Um Olhar do Paraíso, eu achei que finalmente ele seria reconhecido. Ledo engano…voltou a ser coadjuvante.

7. Laura Linney

Ela já foi indicada ao Oscar em três ocasiões, já interpretou todo tipo de personagem e tem no seu currículo filmes maravilhosos.  Nada disso foi suficiente. Até que  a Original Film e a Sony resolveram produzir The Big C, com Laura no papel principal.  Sorte nossa!

6.  Kevin Kline

Ok, ele fez muito filme ruim. Mas também emocionou e arrancou lágrimas como Cole Porter, foi o professor Howard Brackett em Será Que Ele É e William Hundert em O Clube do Imperador, foi o francês Luc  e tantos outros personagens inesquecíveis. Mesmo assim, a gente é obrigado a vê-lo fazendo uma ponta em um filminho capenga como Sexo Sem Compromisso. Que dor no coração!

5. Richard Dreyfuss

Ele já  teve mais sorte no passado. Hoje faz pequenas participações em filmes que seriam questionáveis se este coadjuvante não roubasse completamente a cena.

 

4. Christine Baranski

Mais um presente que a TV nos dá. E quem assiste a The Good Wife sabe do que estou falando.

3.  Toni Collette

Na mesma categoria de Christine e Laura está Toni. Indicada ao Oscar por Sexto Sentido, ela continuava com papéis secundários até virar a estrela de United States of Tara.

 

2. Minnie Driver

Aparentemente a atriz inglesa só não convenceu os chefões de Hollywood. Adoro!

 

1. Tom Wilkinson

Este ator deveria estar na categoria de intocáveis, ao lado de Niro, Al Pacino e Dustin Hoffman.

Pequena Miss Sunshine por Melhor Coreografia

E por causa dessa cena, eu voltei a fazer balé.

PS1: Se você é fã do Grandpa, veja aqui; da Abigail ‘Miss Sunshine’ Breslin, aqui.

Mary & Max por Melhor Explicação

A animação em stop motion Mary & Max não é para crianças. Trata de assuntos modernos como depressão, loucura e principalmente solidão. E como é impossível viver só.

Não vá ao cinema esperando ficar mais feliz após o filme. Isso não é o Shrek. Apesar de alguns clichês esperados para um filme que trata desse assunto, destaca-se o humor sarcástico, sincero e ácido, a arte de rir da própria desgraça. 

O que eu mais gosto no filme são as explicações simples e sinceras de Max para as perguntas da Mary:

“Where do babies come from in America? Do they come from Cola cans?”

Melhor explicação:

“Unfortunately, in America, babies are not found in cola cans. I asked my mother when I was four and she said they came from eggs laid by rabbis. If you aren’t Jewish, they’re laid by Catholic nuns. If you’re an atheist, they’re laid by dirty, lonely prostitutes.”

Também tem uma ótima trilha sonora em momentos cruciais da trama. O cena abaixo com certeza não é a melhor, nem o melhor momento, mas impressiona pela escolha da música no contexto. E é um maldito SPOILER, então só clique se estiver realmente curioso.

Assinado,

Abelardo Barbosa.

PS1: O Abelardo é meu amigo e já assinou outros posts que fizeram muito sucesso aqui.  O nome e personalidade on e offline dele divergem, mas ainda sim é boa pessoa e chora quando vê o Nascimento de Vênus, de Botticelli.

PS2: A voz de Max é de Philip Seymour Hoffman e a de Mary, de Toni Collette. Eric Bana empresta sua voz para Damien

Frame: Globo de Ouro

Para felicidade geral da nação, o Globo de Ouro acontece no próximo domingo.  O que você precisa saber sobre essa premiação:

1 – O Oscar confere mais status, mas o Globo de Ouro é muito mais divertido, pois reúne o pessoal do cinema e da TV.

2 – Na lista de apresentadores confirmados estão Jennifer Aniston, Tom Hanks, Jodie Foster, Nicole Kidman, Kate Winslet, Jennifer Garner, Kiefer Sutherland,  Cher e Tayler Lautner, entre outros.

3 – Antes da premiação, os canais transmitem o tradicional Red Carpet. A melhor transmissão é a do E!, que sempre tem no comando Ryan Seacrest e Mr Jay, entre outros.  O negócio esquenta Às 21h. Então, fica esperrrto!!

4 – O diretor Martin Scorsese receberá o prêmio “Cecil B. DeMille” pela contribuição no campo do entretenimento.

5- A premiação será transmitida ao vivo, a partir das 23h, pela TNT.

Entre os indicados, há vários filmes e seriados que ainda não chegaram no terceiro mundo. É o caso, por exemplo, do Up in The Air, do Invictus e do United States of Tara. Mesmo assim, dá para montar a sua torcida (éééé, reunir os amigos, preparar champanhe e pipoca, fazer apostas…).

Abaixo, eu compartilho com vocês os meus votos – alguns deles, é verdade, votados com o coração (sic) – nas principais categorias.

Best Motion Picture – Drama

Avatar

The Hurt Locker

Inglourious Basterds

Precious: Based On The Novel Push by Sapphire

Up In The Air 

Meu voto:

Bastardos Inglórios. (O melhor filme de 2009 #prontofalei)

 

Best Performance By An Actress In A Motion Picture – Drama

Emily Blunt – The Young Victoria

Sandra Bullock – The Blind Side

Helen Mirren – The Last Station

Carey Mulligan – An Education

Gabourey Sidibe – Precious: Based On The Novel Push by Sapphire

Meu voto: 

Sandra,  pelo conjunto da obra (if you know what I mean).

Best Performance By An Actor In A Motion Picture – Drama

Jeff Bridges – Crazy Heart

George Clooney – Up In The Air

Colin Firth – A Single Man

Morgan Freeman – Invictus

Tobey Maguire – Brothers 

Meu voto:  

Colin Firth (afinal, o George e o Morgan já têm até Oscar, minha gente!!)

Best Motion Picture – Musical or Comedy

(500) Days Of Summer

The Hangover

It’s Complicated

Julie & Julia

Nine

Meu voto: Essa é a categoria mais difícil para mim, mas meu voto vai para

Se Beber, Não Case.

 

Best Performance By An Actress In A Motion Picture – Musical or Comedy

Sandra Bullock – The Proposal

Marion Cotillard – Nine

Julia Roberts – Duplicity

Meryl Streep – It’s Complicated

Meryl Streep – Julie & Julia

Meu voto:

 

Meryl Streep por Julie& Julia.

Best Performance By An Actor In A Motion Picture – Musical or Comedy

 Matt Damon – The Informant!

Daniel Day-Lewis – Nine

Robert Downey Jr. – Sherlock Holmes

Joseph Gordon-Levitt – (500) Days Of Summer

Michael Stuhlbarg – A Serious Man

Meu voto: Preciso falar?

RDJ, claro! (#1, can’t wait to see you on the red carpet!!)

Best Performance By An Actress In A Supporting Role In A Motion Picture

Penelope Cruz – Nine

Vera Farmiga – Up In The Air

Anna Kendrick – Up In The Air

Mo’Nique – Precious: Based On The Novel Push by Sapphire

Julianne Moore – A Single Man

Meu voto:

Mo’Nique (Feeling, gente, é feeling)

Best Performance By An Actor In A Supporting Role In A Motion Picture

Matt Damon – Invictus

Woody Harrelson – The Messenger

Christopher Plummer – The Last Station

Stanley Tucci – The Lovely Bones

Christoph Waltz – Inglourious Basterds

Meu voto:

CHRISTOPH WALTZ!!!!!!!!!!!

 Best Director – Motion Picture

Kathryn Bigelow – The Hurt Locker

James Cameron – Avatar

Clint Eastwood – Invictus

Jason Reitman – Up In The Air

Quentin Tarantino – Inglourious Basterds

Meu voto: Vou tirar o Globo de Ouro do Tarantino, do Jim e do Clint (este nem mais graça vê em premiações, né?) e oferecer ao

Jason Reitman (na foto, ele é o da direita, tá?).

Best Screenplay – Motion Picture

 District 9: Written by Neil Blomkamp and Terri Tatchell

The Hurt Locker: Written by Mark Boal

Inglourious Basterds: Written by Quentin Tarantino

It’s Complicated: Written by Nancy Meyers

Up In The Air: Written by Jason Reitman and Sheldon Turner

Meu voto: Pronto!

Esse vai para o Tarantino.

 Best Television Series – Drama

Big Love (HBO)

Dexter (Showtime)

House (Fox)

Mad Men (AMC)

True Blood (HBO)

Meu voto: Dãããããã.

HOUSE, claro.

Best Performance By An Actress In A Television Series – Drama

Glenn Close – Damages

January Jones – Mad Men

Julianne Marguiles – The Good Wife

Anna Paquin – True Blood

Kyra Sedgwick – The Closer

Meu voto:

Julianne Marguiles, renascida das cinzas.

Best Performance By An Actor In A Television Series – Drama

Simon Baker – The Mentalist

Michael C. Hall – Dexter

Jon Hamm – Mad Men

Hugh Laurie – House

Bill Paxton – Big Love

Meu voto: Eu não me canso…

de votar no House. Vai que é suuuuuuuuua, Hugh Laurie.

 Best Television Series – Musical or Comedy

30 Rock (NBC)

Entourage (HBO)

Glee (Fox)

Modern Family (Fox)

The Office (NBC)

Meu voto: I’m a loser.

GLEE.

 

Best Performance By An Actress In A Television Series – Musical or Comedy

Toni Collette – United States of Tara

Courteney Cox – Cougar Town

Edie Falco – Nurse Jackie

Tina Fey – 30 Rock

Lea Michele – Glee

Meu voto:

Lea Michelle, por todas as lágrimas e, gargalhadas que me causou.

Best Performance By An Actor In A Television Series – Musical or Comedy

Alec Baldwin – 30 Rock

Steve Carell – The Office

David Duchovny – Californication

Thomas Jane – Hung

Matthew Morrison – Glee

Meu voto: O Mr. Schue já tem um Tony. Agora…

GLEE.

Best Performance by An Actress In A Supporting Role in A Series, Mini Series or Motion Picture Made For Television

Jane Adams – Hung

Rose Byrne – Damages

Jane Lynch – Glee

Janet McTeer – Into The Storm

Chloe Sevigny – Big Love

Meu voto: Sem dúvida alguma…

Jane Lynch. Ma-ra-vi-lho-sa. .

Best Performance By An Actor In A Supporting Role In A Series, Mini Series or Motion Picture Made For Television

Michael Emerson – Lost

Neil Patrick Harris – How I Met Your Mother

William Hurt – Damages

John Lithgow – Dexter

Jeremy Piven – Entourage

Meu voto:

Michael Emerson (eu tenho medo do Ben).

PS1: Confira a listagem completa dos indicados ao Globo de Ouro aqui.

PS2: Quer conferir quem já ganhou? Veja as fotos na sala de imprensa e no Red Carpet aqui.

PS3: Façam suas apostas e comentários djá!

O Casamento de Muriel por Melhor Playback

Muriel_s_Wedding__1994_-fanart_poster

Não é qualquer um que segura Waterloo:

PS1: Pense duas vezes antes de falar mal da Austrália. É de lá O Casamento de Muriel, clássico das comédias românticas produzido em 1994 e com Toni Collette, 18 quilos mais gorda, e Rachel Griffiths, do Brothers & Sisters, no elenco.

PS2: Esse filme está em cartaz no Telecine Light. Confirma a programação.

PS3: Ok, ok, a gente sente um pouquinho de vergonha alheia. É um daqueles momentos ‘Eu gosto mas tenho vergonha’.

PS4:  Merecia também por Melhor Cocotas?

Em Seu Lugar por Melhor Cocotas e Melhor Poema

In-Her-Shoes-movie-05

Baseado no livro de Jennifer Weiner, Em seu Lugar (In her shoes) reproduz com maestria um momento cocota*. E é claro que isso só foi possível graças ao talento inegável de Toni Collette.

Na cena em questão, a CDF Rose consegue um date com o colega da firma por quem é apaixonada. Enquanto o bonitão dorme, ela liga para a melhor amiga e ainda fotografa o cara deitado ao seu lugar para ninguém ter dúvidas (inclusive, ela mesma) do acontecido.

Infelizmente essa cena não está disponível no youtube (falha gravíssima dessa rede social!!). Logo, veja o trailer aqui e alugue djá a pérola!

 

*Momento cocota = a rivalidade feminina é inegável, mas nas verdadeiras amizades há também aquele delicioso momento de cumplicidade. Sorry, guys, talvez na próxima encarnação vocês entendam.

 

P.S 1: Shirley MacLane, irmã de Warren Beatty (sim, na vida real) e ex-guru (quem lembra dos best-sellers que ela escreveu?), recebeu uma indicação ao Globo de Ouro pela atuação nesse filme.

PS.2: O bonitão da história é o mesmo ator que interpreta o ex-marido de Susan Mayer, de Desperate Housewives.

PS3: É claro que um outro grande momento desse filme é a leitura do poema de E.E.Cummings.

I carry your heart with me (I carry it in my heart) I am never without it (anywhere I go you go, my dear; and whatever is done by only me is your doing, my darling). I fear no fate (for you are my fate, my sweet). I want
no world (for beautiful you are my world, my true) and it’s you are whatever a moon has always meant and whatever a sun will always sing is you.  Here is the deepest secret nobody knows (here is the root of the root and the bud of the bud and the sky of the sky of a tree called life;which grows
higher than the soul can hope or mind can hide) and this is the wonder that’s keeping the stars apart. 
I carry your heart (I carry it in my heart)

A tradução:

Carrego seu coração comigo
Eu o carrego no meu coração
Nunca estou sem ele
Onde eu for, você vai, minha querida
Não temo o destino
Você é meu destino, meu doce
Não quero o mundo pois, beleza
Você é meu mundo, minha verdade
Eis o segredo que ninguém sabe
Aqui está a raiz da raiz
O broto do broto
E o céu do céu
De uma arvore chamada vida
Que cresce mais do que a alma pode esperar
Ou a mente pode esconder
E esse é o prodígio
Que mantém as estrelas à distância
Carrego seu coração comigo
Eu o carrego no meu coração.