Ghost por Melhor Prova

Nada de sensualizar com argila ou dançar com a Whoopi achando que é o Patrick. Para mim, “a” cena de Ghost é a que Sam prova para Molly que está “entre nós”.

Emocionante, não?

PS: Prestou atenção na música? Apesar de Unchained Melody ter arrebentado a boca do balão, a trilha de Ghost é muito boa e concorreu ao Oscar daquele ano. A que toca nessa cena chama-se Molly e, assim, como as outras, foi composta por Maurice Jarre, um francês danado, que já havia ganho o Oscar por  Doutor Jivago e Lawrence da Arábia. Recebeu, ainda, outras sete indicações. Ele morreu em 2009.

PS2:  Falando em Unchaneid Melody, quem assiste a Drop Dead Diva viu uma nova versão da música, feita por Andy Davis.

PS3: Os ingleses reinventaram Ghost 21 anos depois do filme. O musical foi lançado primeiro em Manchester, sob a direção de Matthew Warchus, que ganhou um Tony por God of Carnage.  Ainda em 2011, o espetáculo invadiu o West End, em Londres. Os americanos não resistiram e Ghost O Musical estreou na Broadway em abril 2012.

Mudança de Hábito 2 por Melhor Sing-Along

Bora espantar a pregui com um bom sing-along.

 

 

PS: Dedicado à Matê, minha mãe.

A Pele que Habito por Melhor Insanidade

É fato: é tão doente que é genial!

PS: A Pele Que Habito não levou o British Awards e a palma de ouro em Cannes. Foi indicado recentemente a Melhor Filme Estrangeiro no Globo de Ouro. Conta com a torcida deste blog em todos os prêmios.

PS2: Banderas e Almodóvar já haviam trabalhado juntos em outros 5 filmes, incluindo  Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos (1988) e Ata-Me (1990).

PS3: Chamou a minha atenção a cantora da festa de casamento – um mix de Nina Simone e Whoppi Goldberg. O nome dela, na verdade, é Concha Buika, cantora espanhola que já ganhou o Grammy Latino.

A Cor Púrpura por Melhor Cena Lésbica, Melhor Frase e Melhor Música

Todo aquele burburinho quando a Scarlett Johansson e a Penelope Cruz se beijaram em Vicky Cristina Barcelona e o Spielberg já tinha mandado ver 23 anos antes…

Shug ainda ensina para Celie

Everything wants to be loved. Us sing and dance and holler…just trying to be loved.

…e a homenageia com esse blues:

PS1: Com produção e direção de Steven SpielbergA Cor Púrpura foi lançado em 1985  e concorreu a 11 estatuetas. Não levou nem um Oscar.

PS2:  Quem participa do filme é Oprah Winfrey, que foi indicada a Melhor Atriz Coadjuvante pela  performance como a corajosa Sofia.

PS3: Laurence “Morpheus” Fishburne também integra o elenco. Aparece nos créditos como Larry Fishburne.