Que delícia!

Abrir esse WordPress, cuja senha eu nem lembrava mais, e encontrar comentários quase um ano após o último post. Tinha gente compartilhando lembranças de uma cena, criticando uma lista que criamos e até pedindo para que o espaço não ficasse abandonado. A todos que comentaram, bem como àqueles que passaram (e ainda passam!) pelo espaço sem deixar suas impressões, meu muito obrigada.

O cinema nunca saiu da minha vida. No último fim de semana, vi pelo menos dois filmes que, certamente, mereceriam indicações em mais de uma categoria nesse blog. Elenco excepcional, diálogos inteligentes, sensibilidade colocada à prova. Risos e lágrimas.

O destino levou-me para outros caminhos, mas esse espaço nunca será abandonado. Volto. Um dia. Por enquanto, dou apenas uma satisfação. E registro meu desejo de um 2014 com muitos filmes, sonhos e histórias reais e de sucesso.

Obrigada novamente,

Tati  

Anúncios

Desrespeito ao cinéfilo na Mostra SP

Se você estava pensando em gastar seus suados reais na 36ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, pense bem.
Ontem (quinta-feira) fui ao Itau Unibanco, da Rua Augusta, para ver o filme O Amante da Rainha.
Para minha surpresa, às 17h10 os ingressos para a sessão das 17h40 já estavam esgotados. Havia, porém, uma outra opção, oferecida pelo monitor da mostra.
Caro presente de grego 
Há uma lista de espera. Isso significa que você entra após o início da sessão e se “acomoda” onde tiver lugar – se der sorte, em uma eventual poltrona vazia (ué?! Mas não estava esgotado???) ou nas escadas. Sim, no degrau,  no chão. E paga-se o mesmo preço do cinéfilo ali do lado, sentadinho em uma poltrona desde o início do filme.
Repetindo: paga-se ingresso para se sentar no chão e perder alguns minutos de filme. A imagem que ilustra esse post mostra o monitor organizando a “lista de espera”.
Por isso,  tomo aqui a decisão: não vou mais à Mostra.  Posso muito bem esperar esse filme entrar no circuito ou sair em DVD/Blu-Ray.
Respeito é bom e eu gosto. Concorda?

 

Os Indicados no Facebook!

É isso aí! Além do twitter e do Pinterest, estamos também no Facebook. Além do conteúdo do blog, compartilhamos fotos, vídeos e notícias interessantes (ok, nem sempre!) do mundo do cinema.

Curta e compartilhe djá! Basta clicar aqui.

R.I.P. Glória

Eu já tinha escrito sobre ela aqui nesse blog (veja aqui). Dona Glória, 90 anos, faleceu hoje no hospital. Começou sentindo dor nas costas, mas já tinha antecipado que também sofria do coração. Sentia-se sozinha; como muitos velhinhos, abandonada pela família.

Foi integrar o Clube das Grandes Damas, certamente ao lado da minha bisavó. Ambas eram vaidosas e sentiam paixão pela vida.

D. Glória era cinéfila, o que justifica ainda mais um post em sua homenagem nesse blog.

RIP D. Glória. Bons filmes!

And the Oscar goes to…

Queridos cinéfilos,

Nós bem poderíamos fazer um videozinho cantando Cindy Lauper, mas, ei!, nós não precisamos disso. :p

É com grande satisfação que apresentamos o novo design do blog, mais clean, mais profissa (sic) e com 5 heads liiiindos de viver, feitos pelo Abelardo e inspirados em Closer, Bonequinha de Luxo, Maria Antonieta, Alfred Hitchcock e E O Vento Levou.

Não deixe de conferir.

 Bons filmes!

 

Paixão, Cinema e Glória

Desde que me mudei, admiro a vizinha do 3º andar. Sempre elegante, com vestido engomado, salto anabella,  cabelo impecável, perfume e maquiagem na medida certa. Para cada saudação, um sorriso e um aceno; caminha com a cabeça erguida, com passos lentos e firmes. Nas suas mãos, a bengala vira um acessório,  que completa o figurino de uma Dama.

Hoje, saindo para almoçar, avistei-a atravessando a rua e não resisti.  Ofereci meu braço à Elegante Dama.

Onde a senhora vai? Posso acompanhá-la até lá.

Vou até o café comprar pão de queijo para o André [porteiro]. Ele trabalhou tanto, merece fazer um lanchinho gostoso. Depois vou almoçar. Sabe, já tenho até mesa cativa naquele restaurante.

Então, acompanho a senhora até o café, depois a deixo no restaurante e levo a encomenda para o André. Estamos combinadas?

Se não for te atrapalhar, eu agradeço.  Você não sabe como me ajudaria. Tenho me cansado muito.

Como a senhora tem passado?

Hoje estou bem, mas há 3 dias dei um susto na minha família, o que foi bem feito porque eles tinham esquecido um pouco de mim. Imagine você que me levaram até para o hospital. Os médicos fizeram vários exames (os de hoje precisam de tudo isso) e  no fim não disseram nada de novo: não tenho nada grave, mas umas coisinhas aqui e ali, típicas de quem tem 88 anos. Mas agora já estou bem. Você gosta de cinema?

Sim, adoro.

Eu também. Hoje é uma grande noite, né? Eu adoro o Oscar. Assisti todos os filmes – pelo menos, os que já estrearam. E sempre fico acordada  até o último minuto.

Tem um favorito?

O Artista, porque cinema é isso – é criatividade, é emoção. Mas eu também acho que a gente precisa dar chance para as novas gerações. Por exemplo, a  Meryl Streep. Ela já ganhou, já foi indicada tantas vezes…

Mas a senhora não gostou dela nesse filme? Aliás, qual o nome da senhora?

Glória. Meu nome é Maria da Glória, mas Glória é como todo mundo me chama. É mais curto, mais rápido.

Gostei. Mas, sinceramente, gostei mais da Glenn Close naquele Alberts Nobbs. Ela está fantástica.

Sim, é verdade. Quem tem chance de levar é a Michelle Williams, que fez a Marilyn. Pelo menos, ela levou o Globo de Ouro.

Esse eu não assisti, porque ainda não estreou. Mas vi que ela está muito parecida. A história da Marilyn é comovente. Ela era muito menina. Quando alcançou a glória, me desculpe o trocadilho, não aguentou, não tinha estrutura uma pena.

Bom, eu fico por aqui. Depois conversamos sobre o resultado do Oscar. Até logo, minha querida. 

 

Até logo. Glória.

A MELHOR imagem do Globo de Ouro

Uggie, cachorro de The Artist, comemora o prêmio de melhor filme.

PS: Estreia do longa francês: 10/02