Destinos Ligados por Melhor Ator

Todo mundo sabe que o Samuel L Jackson é um bom ator. Ele tem feito, nos últimos anos, mais filmes de ação, mas é uma característica desse artista fazer escolhas meio imprevisíveis e nem sempre acertadas.

Veja só:

Ele pode fazer um papel forte, como em Pulp Fiction; …

… bancar o super herói, como em  Shaft

…. ou em Homem Aranha II;…

…e até protagonizar um filme trash, como Serpentes a Bordo.

De repente, do nada, SURPRESA!!!!

Ele aparece num drama, interpretando um viúvo, dono de um escritório de advocacia. Um papel sóbrio e careta.

A participação nem é lá grande coisa, mas é o suficiente.

Dá para entender?

Não, não dá. Mas essa é a graça de Samuel L Jackson.

Anúncios

You Don’t Know Jack por Melhor Ator

 

Ok ok, pode me xingar. Estou chovendo no molhado.  Mas me dê uma chance. Tudo começou assim:

 Eu bem sabia que o Al Pacino não tem há anos o rostinho bonito do Michael Corleone

..muito menos a imponência do Coronel Frank Slade.

Também tinha visto umas fotos recentes na qual ele mais parece um louco.

Só que nada disso importa tendo o currículo dele, certo? A gente passa por cima de tudo e acumula posts só para reforçar, uma vez mais, como o cara é bom pra &¨%@%¨¨&.

E, depois de assistir a  You Don’t Know Jack, primeiro filme de Al para a TV, eu não resisti.

A expressão dele no poster já é impagável e um bom petisco do que você vai ver na tela.

A história do Dr Morte eu já conhecia – não profundamente, mas lembro vagamente do noticiário da época e da discussão que gerou sobre eutanásia também em casa.

Apesar de causar uma certa angústia ao mostrar doentes terminais, o filme é o show do Al Pacino. Como é bom vê-lo atuar!!!

Para ficar parecido com o o Dr Jack Kervokian, ele assumiu a cabeleira branca, ficou encurvadinho, emagreceu bem em alguns  trechos e, dizem os especialistas, mostrou o sotaque característico do Michigan.

 

Mesmo com outros bons atores no elenco (John Goodman e Susan Sarandon, por exemplo), Al brilha mais do que ninguém.

PS1: You don’t know Jack estreou no último sábado na HBO. Confira a programação completa aqui.

 PS2: Depois do Festival Shakespeare in the Park, Al Pacino levará o O Mercador de Veneza para a Broadway. Segundo a Agência EFE, ele está sendo superelogiado pela atuação. Dãããã….

PS3: Já falei de outros filmes para TV, lembra? Se não, clique aqui.

Gerard Butler por Melhor Ator

Eu sei o que você está pensando: eu enlouqueci e estou baixando o nível.

Não, não, eu juro que não é isso, minha gente!! Vocês  já sabem que uma das “razões de viver” desse blog é corrigir injustiças. E hoje, num momento totalmente altruísta (e modesto), eu resolvi corrigir uma injustiça minha.

É isso mesmo. Há anos eu falo mal do Gerard Butler. Para mim, ele havia sido o Rei Leônidas e ponto.

Era ator de um papel só e não se dava conta disso.  Pior: estava acabado e tinha embagulhado (é isso mesmo, garotos! nós também usamos essa palavra!!).

Não me culpem!

Poxa, ele vivia envolvido em uma série de boatos, que incluiam até a Gloria Maria, e…

… foi completamente engolido pelo Jeffrey Dean Morgan aka Danny em PS Eu te amo (Ou você vai negar que pensou que o Gerry serviu pelo menos para apresentar a Holly para o talentoso William?)   

A partir daí, eu passei a ignorar todos os filmes dele – até os trailers me davam preguiça e eram utilizados para corroborar a minha tese.

Isso mudou em meados de 2009, quando, num momento de fraqueza, eu concordei em ver Código de Conduta. E juro que não foi a cena abaixo que me convenceu…

… de que o cara é bom.

Código de Conduta é um daqueles thrillers que você mal consegue respirar.

Ainda assim, eu achava que podia ser influência do Jamie Foxx e, por isso, eu aluguei no último fim de semana A Verdade Nua e Crua, que eu tinha me recusado a ver no cinema.

Posso falar?

O filme vale por ele.

É isso mesmoque você ouviu. Eu adoro a Katherine Heigl e ela tem o seu momento no filme,

mas, ainda assim, é a Izzie em todo e qualquer papel (convenhamos, gente, no Grey’s Anatomy, ela já fez papel de deprimida, doente, boba, sedutora, bacaninha…).

Mas o Mr Butler…

3 sílabas: OH-LA-LA!

PS1: Gerard Butler participou do Globo de Ouro, ao lado de Jennifer Aniston.

 PS2: Eles estão juntos em The Bounty.

PS3: Eu fiquei nude quando descobri que Gerard era o personagem principal na versão de Joel Schumacher para O Fantasma da Ópera.

PS4: Segundo O Globo (via Ego), ele passará o carnaval no Rio (Por favor, não me envergonha, Gehard. Não dê uma de JCVan Damme. Não me faça retirar todos os elogios).

PS5: Também empresta sua voz para um viking da nova animação da Dreamworks, Como Treinar o Seu Dragão.

PS6: De acordo com o Terra, estaria ainda disposto a torcer pelo Brasil na Copa da África do Sul. Simpaticão, vai? 

Taí. Gerard Butler – Melhor Ator.

Charlie Sheen por Melhor Ator

charliesheen

Você deve estar achando que isso é uma piada né?  Uhmmm, quase. 

O Charlie Sheen merece a indicação de Melhor Ator pelo conjunto da obra. Que outro homem começou a atuar na década de 70, coleciona papéis idiotas e é muito bom nisso??

Canastrão ou não, ele é M-U-I-T-O  B-O-M  nisso!!

Convenhamos, minha gente, ele é o drogado que convence a irmã do Ferris Bueller a ser menos chata. 

E não pense você que foi fácil. Mesmo já tendo outros filmes no currículo, ele se sacrificou por esse personagem – ficou 48 horas sem dormir.

Embora tenha papéis mais sérios (veja aqui), nada se compara a Top Gang – Ases Muito Loucos, de Jim Abrahams, mesmo diretor de “Apertem os Cintos! O Piloto Sumiu” e “Corra que a Polícia Vem Aí“.

A paródia ao filme de Tom Cruise arrasa até nas cenas quentes (sic) de amor:

Não satisfeito, ele também tirou um sarro do Rambo no segundo filme:

Como a vida já é muito dura, sou 100% a favor de premiar alguém que deixa as coisas um pouco mais leve.

E se esse argumento não te convenceu, eu peço licença para uma cena do Two and a Half Men.

Ok, duas:

PS1: Filho de Martin Sheen (o melhor presidente dos EUA em uma série?) e irmão de Emilio ‘Billy The Kid’ Estevez, Charlie começou a atuar em 1974, com 9 anos.

PS2: Segundo a Wikipedia, a Denise Richards quis se separar dele, entre outros motivos, pela obsessão que ele tinha pela morte da mulher do ex-jogador de futebol americano O. J. Simpson. Ele colecionava fotos da autópsia (!!!).

PS3: Como toda celebridade top, ele já teve o seu perfil traçado e exposto no E! True Hollywood Story.   

PS4: A (vagabunda) Denise continuou ganhando às custas desse casamento. Ela protagonizou um reality show para mostrar que a vida de uma celebridade B mãe solteira também é difícil. Quem disse que uma boa pensão cobre tudo?

PS5: Charlie Sheen coleciona várias indicações, na vida real, e já levou um Globo de Ouro para casa.

A Vida Secreta das Abelhas por Melhor Ator

the_secret_life_of_bees03

Você deve estar cansado de ver a reprise de Wimblendon na Universal. Apesar de convencer  no papel de galã (o sotaque britânico dá uma força), Paul Bettany arrasa mesmo como vilão.

Quem não se lembra do Silas, de Código da Vinci?

Embora tenha estreado em outubro de 2008 nos Estados Unidos, A Vida Secreta das Abelhas deve chegar somente agora aos cinemas brasileiros. O filme conta a história de Lily Owens (Dakota Fanning), que vive atormentada pela morte trágica da mãe e pelo pai autoritário. Após fugir de casa, ela encontra abrigo  na casa das irmãs Boatwright.

Mas adivinha quem é o pai descontrolado? Quem? Quem? QUEM?

Sim, Bettany!

Mesmo aparecendo pouco (a história fica mais centrada nas descobertas que Lilly faz debaixo da asa da Queen Latifah), sua participação faz diferença. Ele é o tipo de ator que nos faz tremer só com um olhar (também liguei para o meu pai para dizer como ele é bom para mim).

Veja o trailer legendado de A Vida Secreta das Abelhas, cujo livro está à venda na Americanas e o DVD na Amazon:

PS1: Bettany é casado com a Jennifer Connely e, dizem, está no Iron Man 2, que estreia em 2010. Informações sobre esse filme  aqui.

PS2: Quem também participa de A Vida Secreta das Abelhas é Alicia Keys. Ela não teve a sorte (ou talento?) de Jennifer Hudson, mas arrisca uns passinhos em filmes e seriados, como O Diário de uma Babá e Charmed. O melhor dela ainda é a voz.

Harry Connick Jr por Melhor Ator que envelhece com dignidade

Harry Connick Jr em Quando o Amor Acontece (Hope Floats; 1998)

Harry Connick Jr onze anos depois, em Recém Chegada (New in Town; 2009)